Simule e contrate

G1


Nesta sexta-feira (30), capitais do Sudeste ainda têm chance de bater novos recordes entre as temperaturas mínimas. Frio intenso é registrado na cidade de Curitiba, no Paraná, na manhã desta quinta- feira (29) Giuliano Gomes/Estadão Conteúdo A semana começou gelada no Sul e no Sudeste e assim deverá continuar durante a sexta-feira (30), o sábado (31) e o domingo (1º). A massa de ar polar só dará uma trégua a partir de segunda-feira (2), com uma subida gradual das temperaturas. (Veja no pé da matéria a previsão para as capitais) "Na próxima semana, a massa de ar frio já vai enfraquecendo e as temperaturas vão subindo aos pouquinhos. O frio vai ficando cada vez menos intenso", disse a meteorologista do Climatempo Daniela Freitas. "Lógico que ainda teremos temperaturas negativas nas serras, mas a chance de termos novos 'recordes', ou seja, temperaturas mais baixas que as registradas entre ontem [quarta-feira, 28] e amanhã [sexta-feira, 30], vai ser mínima", completou. PARTICIPE: envie vídeos e fotos do frio na sua cidade FOTOS: onda de frio avança pelo Brasil Durante a madrugada desta sexta-feira, Freitas explica que ainda há chance de temperaturas muito baixas: "as regiões ainda devem amanhecer geladas, inclusive podemos bater a madrugada mais fria do ano nas capitais do Sudeste". VÍDEO: Entenda a onda de frio intenso que atinge o Brasil O que rolou na quarta e quinta-feira: Entre a noite de quarta-feira e a madrugada de quinta (29), dezenas de cidades das serras catarinense e gaúcha tiveram registro de neve, incluindo São Joaquim, Canela e Gramado, pontos turísticos do frio. Na cidade de São Paulo, a madrugada de 29 de julho foi a mais gelada do ano. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) registrou 6,0°C às 6h na estação do Mirante de Santana. Florianópolis bateu o recorde de frio de 2021 por dois dias seguidos: no dia 28, chegou a 6,1ºC e, no dia 29, a 4,4ºC, de acordo com o Inmet. Neve registrada em vídeos Veja a previsão para sábado e domingo nas capitais: Aracaju Sábado: 27ºC / 21ºC Domingo: 27ºC / 21ºC Belém Sábado: 32ºC / 24ºC Domingo: 32ºC / 24ºC Belo Horizonte Sábado: 21ºC / 9ºC Domingo: 22ºC / 9ºC Boa Vista Sábado: 29ºC / 24ºC Domingo: 29ºC / 23ºC Brasília Sábado: 26ºC / 12ºC Domingo: 25ºC / 11ºC Campo Grande Sábado: 25ºC / 9ºC Domingo: 27ºC / 13ºC Cuiabá Sábado: 33ºC / 11ºC Domingo: 34ºC / 13ºC Curitiba Sábado: 13ºC / 3ºC Domingo: 13ºC / 8ºC Florianópolis Sábado: 20ºC / 8ºC Domingo: 18ºC / 13ºC Fortaleza Sábado: 32ºC / 24ºC Domingo: 32ºC / 23ºC Goiânia Sábado: 29ºC / 11ºC Domingo: 30ºC / 16ºC João Pessoa Sábado: 29ºC / 21ºC Domingo: 28ºC / 22ºC Macapá Sábado: 30ºC / 24ºC Domingo: 33ºC / 25ºC Maceió Sábado: 27ºC / 21ºC Domingo: 26ºC / 21ºC Manaus Sábado: 30ºC / 24ºC Domingo: 31ºC / 24ºC Natal Sábado: 29ºC / 22ºC Domingo: 29ºC / 23ºC Palmas Sábado: 35ºC / 18ºC Domingo: 35ºC / 19ºC Porto Alegre Sábado: 19ºC / 5ºC Domingo: 20ºC / 10ºC Porto Velho Sábado: 31ºC / 16ºC Domingo: 32ºC / 18ºC Recife Sábado: 28ºC / 22ºC Domingo: 27ºC / 23ºC Rio Branco Sábado: 30ºC / 16ºC Domingo: 31ºC / 17ºC Rio de Janeiro Sábado: 22ºC / 9ºC Domingo: 23ºC / 10ºC Salvador Sábado: 26ºC / 22ºC Domingo: 27ºC / 21ºC São Luís Sábado: 30ºC / 23ºC Domingo: 31ºC / 24ºC São Paulo Sábado: 18ºC / 7ºC Domingo: 19ºC / 9ºC Teresina Sábado: 35ºC / 23ºC Domingo: 34ºC / 23ºC Vitória Sábado: 22ºC / 16ºC Domingo: 22ºC / 17ºC G1 no Youtube

Magistrados vão ficar em celas especiais em quartel da PM. Alexandre Farina Lopes e Carlos Alexandre Gutmann estão afastados das funções por suspeita de venda de uma sentença de 2017. Eles negam irregularidades. Empresário e um outro homem também tiveram as prisões decretadas. Juízes Alexandre Farina e Carlos Gutmann Reprodução/TV Gazeta Os juízes Alexandre Farina Lopes e Carlos Alexandre Gutmann se apresentaram no quartel da Polícia Militar do Espírito Santo, em Vitória, onde ficarão presos em celas especiais, no final da noite desta quinta-feira (29) O Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJES) decretou a prisão preventiva dos juízes, que já estavam afastados das funções por suspeita de venda de uma sentença de 2017. As defesas dos juízes negam que eles tenham cometido irregularidades. Também foram determinadas as prisões preventivas do empresário Eudes Cecato e de Davi Ferreira da Gama. A sentença de março de 2017 diz respeito a interesses imobiliários de Eudes na Serra. Os pedidos de prisão foram feitos pelo Ministério Público e aceitos pelo TJES. Durante a sessão em que os desembargadores do Tribunal de Justiça decidiram pelas prisões por unanimidade, a procuradora-geral de Justiça, Luciana Andrade, explicou que o pedido de prisão dos juízes não foi feito antes, na apresentação da denúncia, porque o Ministério Público entendeu que o afastamento deles seria já uma medida adequada. Mas, de acordo com a procuradora, esse afastamento não foi suficiente para impedir que os denunciados atrapalhassem as investigações do Ministério Público. Luciana Andrade disse que durante o procedimento criminal e depoimentos ficou evidenciado um cenário de contínua interferência na produção de provas pelos investigados. Por isso, o Ministério Público optou por pedir agora a prisão preventiva. Tribunal de Justiça do ES determinou prisão de juízes suspeitos de venda de sentença Suposta venda de sentença O suposto esquema foi descoberto durante a investigação do assassinato da médica Milena Gottardi. O ex-marido dela, o ex-policial civil Hilário Frasson, está preso e é réu como mandante do crime. De acordo com as investigações, o ex-policial participou como intermediador entre o empresário e um dos juízes. Como o assassinato de Milena aconteceu meses depois, não há ligação entre a sentença supostamente negociada e o crime. O processo do Tribunal de Justiça traz a transcrição de mensagens trocadas entre Hilário Frasson e o juiz Alexandre Farina. O juiz, de acordo com a investigação, intercedeu com Gutmann pela sentença favorável ao empresário. Outro lado As defesas dos dois juízes negam que eles tenham cometido irregularidades. O juiz Alexandre Gutmann emitiu nota em que diz atestar sua inocência. Ele garantiu que não há e não surgirá "uma única comunicação com os demais investigados que possa ser associada a tratativas, negociações, favores indevidos ou infrações de deveres funcionais". Disse também que tem confiança de que a Justiça vai apurar todos os fatos, "considerando seu histórico pessoal e profissional de reputação ilibada". “A Justiça, com competência e sensibilidade, vai chegar à verdade, distinguindo entre onde existem fatos e onde existem apenas aparências e conjecturas”, diz parte da nota. "A decisão do Tribunal Pleno foi uma surpresa para todos nós, tendo em vista que o inquérito visa apurar fatos de 2017 e que, portanto, não possuem contemporaneidade para uma medida tão drástica como uma cautelar penal. De toda sorte, como ainda não foi nos dado acesso e nem intimados, não temos condições de analisa lá de forma mais acurada, mas assim que uma coisa ou outra acontecer iremos tomas as medidas necessárias. O juiz Alexandre farina Lopes continua a disposição da Justiça capixaba, da mesma forma como sempre se portou nesses mais de 18 anos dedicados a magistratura, ou seja, com todo respeito necessário ao Tribunal de Justiça do Espírito Santo", disse a defesa de Alexandre Farina. De acordo com a defesa, os diálogos contidos na denúncia não são reconhecidos por Farina, que contesta a legalidade das informações. A reportagem busca contato com as defesas de Eudes Cecato, Davi Ferreira da Gama e Hilário Frasson. VÍDEOS: tudo sobre o Espírito Santo Veja o plantão de últimas notícias do G1 Espírito Santo

Composição de Zeca Veloso, 'O sopro do fole' é a grande música inédita do disco gravado pela artista sob direção musical do maestro Letieres Leite. Capa do álbum 'Noturno', de Maria Bethânia Divulgação Resenha de álbum Título: Noturno Artista: Maria Bethânia Edição: Biscoito Fino Cotação: * * * * * ♪ Álbum com a magnitude do canto de Maria Bethânia, Noturno se alimenta do contraste entre a claridade e o breu que move as onze músicas e o poema que compõem o repertório deste disco gravado pela artista sob direção musical do maestro baiano Letieres Leite, criador dos arranjos. Luz de sol negro que irradia pelo Brasil os sentimentos contraditórios do mundo há seis décadas, o canto de Bethânia brilha em Noturno com a chama que pareceu ter baixado no álbum anterior da artista, Mangueira – A menina dos meus olhos (2019), tributo à escola de samba Estação Primeira de Mangueira conduzido à apoteose mais pelos arranjos de Letieres. Em Noturno, o canto da intérprete e os arranjos do maestro se ombreiam com a produção musical do baixista Jorge Helder. Diamante verdadeiro lapidado desde 1965, a voz de Bethânia alia à maturidade uma precisão que a permite delinear com nitidez o vaivém entre a luz e a treva que norteia o álbum Noturno – movimento ignorado na arte da capa branca e inexpressiva do disco que causou decepção entre os seguidores da artista. A dramaticidade do canto permite a intérprete expor em Dois de junho (Adriana Calcanhotto, 2020) a escuridão que encobre as luzes do Brasil, país negro e racista em que dissonâncias como a morte do menino Miguel Otávio Santana da Silva (2014 – 2020) – filho da empregada doméstica Mirtes Renata Santana de Souza, morto por descuido da patroa da mãe, Sari Mariana Costa Gaspar Côrte Real – acontecem em cotidiano embrutecido pela injustiça social. Em Dois de junho, a dona do dom de interpretar palavras e sentimentos alheios se apodera dessa canção que expõe desarmonia sublinhada pelo toque sujo das guitarras de Pedro Sá. A canção é de autoria de Adriana Calcanhotto, compositora de outra música, A flor encarnada, que faz o álbum Noturno desabrochar na escuridão – no caso, na treva de paixão que esmaga coração desiludido. Maria Bethânia canta o samba 'Cria da comunidade' com Xande de Pilares Jorge Bispo / Divulgação Faixa previamente apresentada em 25 de junho como primeiro single do álbum Noturno, A flor encarnada é uma das quatro músicas que o repertório do disco herda do roteiro de Claros breus (2019), show no qual Bethânia já esboçou o desenho claro-escuro que ganha maior nitidez no disco. Do show Claros breus, vem também o samba-canção Bar da noite (Bidu Reis e Haroldo Barbosa, 1953), rebobinado no disco em registro primoroso de voz e piano, o de Zé Manoel, no mesmo formato minimalista de A flor encarnada. Em Bar da noite, Bethânia ecoa o canto grave de Nora Ney (1922 – 2003) enquanto sorve tristezas de amores, abrigada no refúgio dos corações afogados no álcool e no mesmo sertão de lágrimas que encharca A flor encarnada. E por falar em sertão, vem de lá a poesia da grande música inédita do álbum, O sopro do fole, de Zeca Veloso, artista que já começa a se confirmar o grande compositor insinuado há quatro anos na apresentação da canção Todo homem (2017). Ao cantar O sopro do fole, Bethânia aperta “os baixo” do coração, por sentir melancolia ao remoer o percurso feito por nordestinos rumo ao sudeste, sem perder a memória da festa, evocada pelo mesmo toque de acordeom – o do virtuoso Toninho Ferragutti – que acentua a tristeza embutida na faixa, também bordada pelo toque do violão de Pedro Franco. O sopro do fole bafeja o mesmo suspiro de saudade que embasa o samba De onde eu vim, bela contribuição de Paulo Dáfilin para o repertório do disco. Só que a saudade, desta vez, soa sem melancolia. Até porque Bethânia veio da Bahia, terra alegre cujo dendê tempera esse samba que parece pisar em terreiros ancestrais na introdução marcada pela percussão do ritmista Marcelo Costa. Sob outro prisma, a exaltação da Bahia é refeita em Lapa santa (Paulo Dáfilin e Roque Ferreira), faixa apresentada em 16 de julho como segundo single do álbum Noturno. Música difícil de ser cantada pelas divisões inusitadas, o que somente reforça a luminosidade do canto de Bethânia aos 75 anos completados em junho (aliás, 74 anos, pois o disco foi gravado entre setembro e outubro de 2020), Lapa santa alude a Bom Jesus da Lapa (BA), município baiano banhado pelas águas do rio São Francisco, em cujas margens o povo brasileiro faz a festa e exercita a fé. Perceptível já na introdução majestosa das cordas, a grandeza do arranjo de Letieres Leite evidencia o acerto do encontro entre a cantora e o maestro na louvação ao Velho Chico. Em paisagem mais seca e distante, banhada pela dor, Vidalita recusa a festa, imersa na resignação que acalenta essa canção flamenca da compositora catalã Maria Teresa Martín Cadierno. Lançada em 2000 na voz da autora, artisticamente conhecida como Mayte Martín, Vidalita é veículo para a exposição da fina sintonia entre Bethânia e o violonista João Camarero, único músico da faixa. Resistindo à tentação do exibicionismo, Camarero recusa os clichês do flamenco ao manusear as sete cordas de violão, expressando com Bethânia o sentimento da canção em espanhol, idioma bissexto na discografia da cantora. Em atmosfera vintage que remete aos sambas-canção pré-bossa nova dos anos 1940 e 1950, o bolero Prudência – composição feita por Tim Bernardes especialmente para Bethânia – retoma o clima à meia-luz dos bares em que os fracassados do amor se refugiam para expiar em bom português as dores do coração e do cotovelo. Bordado de Maria Bethânia exposto no encarte da edição em CD do álbum 'Noturno' Arte de Maria Bethânia Herança do roteiro do show Claros breus, Música, música (Roque Ferreira) – originalmente grafada Músicas, música – reacende as luzes da fé no amor, com o violão virtuoso de João Camarero, mas sem a imponência no arremate da canção, como no show de 2019. Já o percurso pelo subúrbio carioca no samba Cria da comunidade – gravado por Bethânia com intervenções vocais de Xande de Pilares, parceiro de Serginho Meriti nessa composição inédita em disco – é feito com luminosidade no canto da intérprete e na disposição das cordas, o que valoriza a faixa, compensando a falta de intimidade da cantora com a geografia desse samba carioca. Outra herança do show Claros breus, a canção Luminosidade (Chico César) desloca o álbum Noturno para o interior do Brasil, evocado mais pelo sentimento do canto da intérprete do que pelo arranjo dessa canção de beleza inebriante que comprova ser Chico César um dos tradutores mais fiéis da alma musical de Maria Bethânia. No fim, ao arrematar o álbum Noturno com a récita de trecho do poema Uma pequenina luz (1972), a intérprete se vale dos versos do poeta português Jorge de Sena (1912 – 1978) para reforçar o contraste entre a claridade e o breu, mote do disco. Tudo ainda parece treva no Brasil de 2021, mas, no meio de nós, uma grandiosa luz brilha, irradiada por Noturno, álbum iluminado pela magnitude do canto de Maria Bethânia.

Baiana de 28 anos estreia nos Jogos Olímpicos de Tóquio nesta sexta-feira (29) com perspectiva alta de conquistar medalha. Duelo no ringue acontece às 5h, contra Wu Shih-Yi, de Taiwan. Bia Ferreira é a atual campeão mundial de boxe Míriam Jeske / COB Uma carreira marcada por títulos e que pode chegar ao ápice nas Olimpíadas de Tóquio. A boxeadora baiana Bia Ferreira, de 28 anos, estreia na competição nesta sexta-feira (29) com perspectiva alta de conquistar a "única glória que ela ainda não alcançou". Em 2019, Rayssa Leal falava na Bahia sobre sonho de disputar Olímpiadas em Tóquio 'A medalha vem', torce irmã de Rafaelle, zagueira da seleção feminina de futebol Pai do nadador Breno Correia fala sobre orgulho de ver filho em Tóquio Familiares de Keno Marley comemoram classificação nas Olimpíadas Família de Hebert Conceição vibra após vitória nos Jogos Olímpicos Esse é o tamanho da expectativa do pai de Bia Ferreira, Raimundo de Oliveira Ferreira, mais conhecido como Sergipe. “Coração está mil por hora, já estava bem antes, mas agora que está chegando próximo, cada vez mais piorando a situação. Eu estou bem, estou forte, para poder aguentar a emoção”, disse o pai de Bia Ferreira. A baiana é favorita à medalha de ouro na categoria 60 kg nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Ela vai entrar no ringue às 5h (horário de Brasília), contra Wu Shih-Yi, de Taiwan. “A gente está contando as horas para chegar 5h e a gente entrar com o pé direito nas Olimpíadas. É a única glória que ela ainda não alcançou”, contou Sergipe. Bia Ferreira disputa as Olimpíadas pela primeira vez Monica Faria / COB Antes de viajar à Tóquio, Bia Ferreira estava animada e mostrava ansiedade para realizar o grande sonho. A atleta está acostumada a torneios grandes como campeonatos mundiais e Jogos Pan-Americanos. “Ela estava ansiosa, uma adrenalina que vem, porque estava se aproximando, um calafrio. Ela já está acostumada, já disputou o Mundial, o Pan-Americano, mas é um evento mais importante”, afirmou. Bia Ferreira treina com o pai, Raimundo Ferreira Arquivo Pessoal Mãe de todas as medalhas Bia Ferreira luta pela medalha olímpica Reprodução / Redes Sociais De acordo com o pai de Bia Ferreira, a medalha nas Olimpíadas terá a missão de ser a "mãe de todas as outras medalhas". “A medalha vem, eu tenho certeza que a medalha vem. Essa medalha, a gente está escrevendo que o nome dela vai ser a ‘Mãe de todas as que ela já conseguiu’. Só está faltando a mãe delas, que vai ser essa aí”. A conquista é encarada pela família, amigos e fãs de Bia Ferreira, como o fechamento de uma era de conquistas. “A medalha olímpica é para fechar com chave de ouro, porque a Bia já ganhou tudo, só está faltando essa medalha”, contou Sergipe. Da garagem de casa à Tóquio Bia Ferreira sempre acompanhou a carreira do pai Arquivo Pessoal Ao ser perguntado das lembranças da infância de Bia Ferreira, Sergipe contou ao G1 que a imagem que aparece na mente dele é da boxeadora com quatro anos, em Salvador, sentada na garagem de casa, vendo ele treinar e já começando a sonhar. “Bia começou a lutar tarde, mas iniciou os treinos muito cedo. Filha de atleta, né? Já queria fazer as coisas que o pai faz”, contou. “A Bia com quatro anos já descia. Eu treinava no final de semana, tinha saco de pancada. A Bia descia, ficava na garagem, com as mãozinhas, olhando”. Bia Ferreira e Raimundo Ferreira acreditam na medalha de ouro em Tóquio Arquivo Pessoal O amor pelo boxe só foi crescendo até Bia Ferreira, enfim, começar a treinar com o pai, agora, em Juiz de Fora, em Minas Gerais, onde ela passou a morar com ele. “Eu vim para Juiz de Fora, ela quis ficar comigo. Começamos a treinar, fazer os trabalhos na academia. Ela já era um talento, todo mundo ficava de cara, mesmo ela pequenininha”, disse Sergipe. “Ela foi crescendo, pegando amor, eu vi que não era uma coisa de criança. Ela fazia isso todos os dias e se tornou o que ela é hoje”. Bia Ferreira e o pai treinam juntos Arquivo Pessoal Beatriz Ferreira é considerada a grande favorita na categoria 60 kg, porque acumulou vitória atrás de vitória, com vários títulos nacionais e internacionais, incluindo o ouro nos Jogos Pan-Americanos de Lima e o título do Mundial de Boxe, ambos em 2019. Os resultados de Beatriz Ferreira colocaram a brasileira como cabeça de chave na disputa da categoria 60 kg. Desta forma, ela já entra no torneio nas oitavas de final. Veja mais notícias do estado no G1 Bahia. Assista aos vídeos do G1 e TV Bahia 💻

Ela canta até bossa nova no 2º álbum, que a confirma como grande voz do novo pop. Ainda mordaz, ex-garota comum zoeira está mais adulta e expõe abusos no amor e no trabalho. Billie Eilish lança 'NDA' e assina videoclipe de single que integra novo álbum Reprodução/Instagram Veio aí. O álbum mais esperado do pop em 2021 cumpre o desafio que botaram nas costas da Billie Eilish de ser a voz mais instigante dessa geração. Não sem drama. A ex-garota comum volta menos zoeira e mais adulta, mas ainda mordaz, movida pela força do ódio. O disco é mais sério do que a bombástica estreia "When We All Fall Asleep, Where Do We Go?" (2019). Se antes ela revirava os olhos com a vida de adolescente e inventava histórias de terror, agora ela disseca os dramas de relações abusivas no trabalho e no amor. A dupla com o irmão Finneas, que injetou criatividade e frescor no pop com música eletrônica produzida no quarto, segue afiada. Eles seguem expandindo os horizontes, mais confiantes, e vão do techno ("Oxytocin") à bossa nova (título autoexplicativo "Billie bossa nova"). O álbum lançado nesta sexta-feira (30) tem 16 faixas que confirmam de vários jeitos seu talento. Pode não ter tantos hits quanto o anterior - afinal, quando ela vira uma estrela, quebra parte do seu encanto de adolescente "gente como a gente". Mas até ao falar disso ela é honesta. Leia o faixa a faixa: "Getting Older " Pianinho e melodia suaves enganam só quem não a conhece. É uma canção doce-ácida. Billie fala da fama do seu jeitinho cruel: "Estranhos costumam me querer mais do que ninguém já quis / Pena que são todos malucos". E fica mais pesado: "Não foi minha decisão ser abusada". "I didn't change my number" O álbum é um grande morde e assopra. Se o começo foi o sopro, essa começa com barulhos de cachorros ou outro animal saindo da jaula. Finneas brilha nas colagens eletrônicas. Para balancear a autoironia anterior, aqui ela morde e é direta: "Você devia ir embora antes de eu ficar muito má". "Billie bossa nova" Sim, é uma bossa - simplificada e levemente eletrônica. O estilo vira trilha para Billie ironizar o falso glamour da vida em turnê e o mistério de sua vida amorosa. É o tipo de música que parece uma piada que ela e Finneas levaram longe demais. Só que o resultado é o mais fraco do disco (sorry, Brasil). Billie Eilish Divulgação "My future" Segura o clima próximo da bossa, agora com piano e melodia meio jazz. Bela música, uma das que revelam uma Billie com voz mais solta do que no primeiro disco. Começa com uma melancolia reflexiva e termina com otimismo juvenil: "Estou apaixonada pelo meu futuro". "Oxytocin" Eletrônica pulsante tipo "Bad Guy". Mas vai além no techno. Ocitocina é um hormônio feminino associado ao prazer sexual. Billie não está mais adulta só no sofrimento, e nessa música é sensual de uma forma que não se esperaria pelo primeiro álbum. "GOLDWING" A música mais cabeçuda do álbum começa com um hino religioso inspirado em um poema hinduísta e musicado pelo compositor inglês Gustav Holst. Depois vira EDM esquisitona. Billie diz que "é sobre querer proteger alguém em um estado depressivo". "Lost cause" R&B classudo da safra das músicas criadas com a força do trauma com o ex. Tem versos destruidores, daqueles que mostram que não é bom negócio partir o coração de Billie Eilish: "You think you're such an outlaw / But you got no job" (Você se acha tão fora da lei, mas não tem emprego). Ai. "Halley’s Comet" Só para contrariar, essa é balada fofinha mesmo. Produção e letra evocam noites apaixonadas e sonhos. "Estou sentada no quarto do meu irmão / Não durmo há uma semana, ou duas / Acho que posso ter me apaixonado / O que eu vou fazer?". Podia ser cafona, mas tem uma intimidade tocante. Billie Eilish Divulgação "Not my responsability" Texto declamado que foi usado em shows em 2020. Billie fala sobre sua vida reclusa e sobre ser sempre alvo de julgamentos: "Se eu uso o que é confortável, não sou uma mulher / se reduzo as camadas, sou uma piranha". Resume as críticas mais idiotas sobre ela no primeiro / no segundo disco. "Overheated" Feita com uma batida aproveitada da faixa anterior, segundo Billie. A letra é mais doida, sem um tema óbvio, e tem trechos entre o rap e base eletrônica quebrada que lembra Radiohead - a base poderia ser algo do disco "Kid A", lançado em 2000, um ano antes do nascimento dela. "Everybody dies" "Todo mundo morre, surpresa, surpresa". O medo da morte e do abandono tratado desse jeito irônico é muito Billie Eilish. Outra música em que ela solta bastante a voz e não deixa a gente escutar quem reclama que Billie só sabe sussurrar. "Your power" Executivos de gravadora devem ter tido orgasmos ao ouvir esse violão, a coisa mais radiofônica (ou "streamofônica") que ela já fez. Mas não é pop bobinho - pelo contrário. É a letra em que ela fala mais diretamente da relação abusiva com o rapper Brandon Adams, quando ele tinha 22 e ela, 16. "NDA" Outra sobre as agruras da vida de celebridades. "NDA" é o famoso contrato de confidencialidade que os famosos fazem as pesoas assinarem. Começa puxada para o rap com a cara da ex-adolescente fã de Tyler the Creator e depois faz uma virada doida para uma eletrônica arrastada. "Therefore I am" O título cita aquela frase de René Descartes: "Penso, logo existo". A letra é carregada da repulsa que Billie exala no disco, com um vocal robótico: "Eu não quero que a imprensa coloque meu nome do lado do seu". Para compensar a citação filosófica, o clipe tem Billie zoando no shopping. "Happier Than Ever" Na faixa-título está o clímax. E é bom demais. Começa morna como um folk lo-fi com ukulele que resume a história de libertação de abusos e a busca pela felicidade no álbum ("Quando estou longe de você / Estou mais feliz do que nunca"). Aí explode com guitarras saturadas - que aliás, também lembram Radiohead - e rancor ("Você arruinou tudo que é bom"). Um dos dois melhores momentos de rock de 2021 para mulheres vibrarem e homens sentirem vergonha, ao lado de "Good 4 U" da Olivia Rodrigo. "Male fantasy" Termina como começa: balada doce-ácida. Os versos merecem citação maior pois são bons demais: "Em casa sozinha, tentando não comer, me distraindo com pornografia / Odeio o jeito que ela olha para mim / Não aguento o diálogo / Ela nunca ia estar tão satisfeita, essa é uma fantasia masculina / Vou voltar para a terapia". Só que, depois de tanto rancor, Billie termina melancólica: "Não consigo te superar / Não importa o que eu faça / Eu sei que eu deveria, mas eu nunca poderia te odiar". Como assim, Billie? Não dá pra entender direito o finzinho, só saber que nada é óbvio no caso de Billie Eilish - ainda bem. Finneas e Billie Eilish no Grammy 2021 Kevin Mazur / The Recording Academy / AFP

O pagamento da quarta parcela do auxílio foi antecipado e começou no último dia 17 aos beneficiários que não fazem parte do Bolsa Família. A Caixa Econômica Federal (Caixa) conclui nesta sexta-feira (30) os pagamentos da 4ª parcela do Auxílio Emergencial, com créditos aos beneficiários do Bolsa Família com NIS encerrado em 0 e aos beneficiários que não fazem parte do Bolsa Família nascidos em dezembro. Os pagamentos das próximas 3 parcelas, no entanto, ainda não tiveram as datas definidas. A prorrogação do benefício até outubro deste ano foi aprovada no início de julho. O G1 questionou o Ministério da Cidadania sobre o calendário para os próximos pagamentos, mas não obteve retorno até publicação desta reportagem. Terei direito? Quanto vou receber? Veja perguntas e respostas Veja o calendário completo Veja como saber se você vai receber Saiba como contestar se você teve o beneficio negado Beneficiário precisa estar com o CPF regular; saiba como fazer SAIBA TUDO SOBRE O AUXÍLIO EMERGENCIAL Crédito Para os trabalhadores que fazem parte do Bolsa Família, os pagamentos são feitos da mesma forma que o benefício original. Para os demais, os recursos serão depositados em poupança social digital da Caixa, e estarão disponíveis inicialmente para pagamento de contas e compras por meio do cartão virtual. Saques e transferências para quem receber o crédito nesta sexta serão liberados no dia 18 de agosto. Auxílio emergencial 2021: entenda as regras da nova rodada VEJA QUEM RECEBE A PARTIR DESTA SEXTA: beneficiários do Bolsa Família com NIS encerrado em 0 trabalhadores que não fazem parte do Bolsa Família, nascidos em dezembro Os trabalhadores podem consultar a situação do benefício pelo aplicativo do auxílio emergencial, pelo site auxilio.caixa.gov.br ou pelo https://consultaauxilio.cidadania.gov.br/ Calendários de pagamento Veja abaixo os calendários de pagamento. BENEFICIÁRIOS DO BOLSA FAMÍLIA Auxílio Emergencial 2021 Bolsa Família Economia G1 BENEFICIÁRIOS FORA DO BOLSA FAMÍLIA Governo antecipa calendário do pagamento da 4ª parcela do Auxílio Emergencial Economia G1 1xVelocidade de reprodução0.5xNormal1.2x1.5x2x VÍDEOS: as últimas notícias sobre o Auxílio Emergencial a

Postos de trabalho são para Macapá. Uma das vagas ofertadas é para gerente de loja Reprodução/EPTV O Sistema Nacional de Emprego no Amapá (Sine-AP) oferta oportunidades de empregos para Macapá. O número de vagas está disponível de acordo com as empresas cadastradas no Sine e são para todos os níveis de escolaridade e experiência. Depois de meses atendendo somente pela web, em acordo com os decretos de prevenção da Covid-19, o serviço de emprego voltou a receber os interessados nas vagas de forma presencial. Os atendimentos acontecem de 8h às 12h na Casa do Trabalhador (endereço: Avenida Mendonça Júnior, entre as ruas Paraná e Marcelo Cândia, no bairro Santa Rita). O serviços serão ofertados mediante regras de higienização e distanciamento social. Também é obrigatório o uso de máscara. As oportunidades estão disponíveis apenas para o dia divulgado. Veja as vagas disponíveis de acordo com as solicitações das empresas: Macapá almoxarife ajudante de depósito assistente de informática atendente de lanchonete atendente recepcionista conferente de mercadorias encarregado de depósito designer gráfico doceiro ferramenteiro empregada doméstica gerente de loja operador de loja manicure mecânico automotivo motorista categoria B e D operador de empilhadeira salgadeiro pedreiro de acabamento promotora de vendas técnica em laboratório vendedor externo vendedor interno estágio: administração estágio: ciências contábeis estágio: direito Veja o plantão de últimas notícias do G1 Amapá ASSISTA abaixo o que foi destaque no AP:

Jovens que fizeram o pré-cadastro devem realizar o agendamento. Município também oferta a 2ª dose de AstraZeneca, Pfizer e CoronaVac. Confira os postos e horários. Jovem é vacinada contra a Covid-19 em Macapá Rede Amazônica/Reprodução Nesta sexta-feira (30), Macapá vacina, pelo 4º dia seguido, o público de jovens que têm entre 18 e 25 anos de idade. A 1ª dose contra a Covid-19 é ofertada para quem realizou o pré-cadastro e agendamento. Os postos de imunização recebem esse grupo até o dia 4 de agosto (confira e horários locais ao longo da reportagem). Também nesta sexta-feira a capital oferta a 1ª dose para os profissionais da educação que ainda não se vacinaram. Além disso, os postos disponibilizam a 2ª dose da vacina da Pfizer, AstraZeneca e CoronaVac para quem está com a data indicada no cartão de vacinação. Jovens de 18 a 25 anos precisam agendar quando e onde serão vacinados Grávidas e puérperas vacinadas com a AstraZeneca podem receber a 2ª dose da Pfizer A prefeitura informou que, no caso da 1ª dose, não detalha que imunizante fica disponível em cada posto, e que a vacina a ser aplicada depende da disponibilidade. Caso acabem doses do imunizante previsto para os postos, elas podem ser substituídas de acordo com a demanda. Jovens de 18 a 25 anos Se o usuário fez o cadastro e o agendamento, pode procurar o local no horário escolhido. Há a orientação de estar com 30 minutos de antecedência do horário marcado. Conforme a prefeitura, a vacinação ocorre em 17 postos: das 8h às 13h: UBS Cidade Nova; UBS Fazendinha; UBS Coração; UBS Álvaro Corrêa (São Lázaro); UBS Brasil Novo; UBS Marabaixo; UBS Novo Horizonte; UBS Pacoval; UBS Pedrinhas; UBS Raimundo Hozanan (Muca); UBS Rosa Moita (Nova Esperança); Anfiteatro da Universidade Federal do Amapá (Unifap). das 9h às 15h: Praça Floriano Peixoto (drive-thru); Praça do Estádio Zerão (drive-thru); Rodovia do Curiaú (drive-thru); Marabaixo (drive-thru); Quadra da Igreja Jesus de Nazaré (para pedestres). Documentos necessários: originais e cópias de documento de identificação oficial com foto (RG, CNH, carteira de trabalho, etc); comprovante de residência; carteira de vacinação; e comprovante de agendamento. Profissionais da educação Quem trabalha na área escolar (inclusive os funcionários de serviços gerais, merendeiras, etc) pode procurar os postos nesta sexta-feira para receber a 1ª dose de vacina contra a Covid-19. São 2 postos abertos das 8h às 13h: Universidade do Estado do Amapá (Ueap) Instituto Federal do Amapá (Ifap). Documentos necessários: originais e cópias de documento de identificação oficial com foto, comprovante de residência; carteira de vacinação; e carteira de trabalho ou último contracheque. 2ª dose da Pfizer Nesse caso não é necessário agendar a vacinação. Como a intercambialidade foi uma recomendação do Ministério da Saúde (leia mais), as grávidas e puérperas que foram vacinadas com a 1ª dose de AstraZeneca e podem receber a Pfizer como a 2ª dose. Por isso, o público previsto para receber a 2ª dose da Pfizer pode procurar o imunizante das 8h às 13h nos seguintes postos: UBS Leozildo Barreto Fontoura, bairro Zerão; Universidade Estadual do Amapá (Ueap); Instituto Federal do Amapá (Ifap). Documentos necessários: originais e cópias de um documento oficial com foto, comprovante de residência e a carteira de vacinação indicando a aplicação da 1ª dose da vacina. 2ª dose de CoronaVac e AstraZeneca Para quem está com a data da 2ª dose descrita no cartão pode procurar os postos, entre drive-thru e destinados a pedestres. No caso da AstraZeneca, a vacina está disponível para pessoas com data da 2ª dose prevista até 29 de julho. As vacinas ficam disponíveis das 9h às 15h, nos seguintes locais: Praça Floriano Peixoto (drive-thru); Praça do Estádio Zerão (drive-thru); Rodovia do Curiaú (drive-thru); Marabaixo (drive-thru); Quadra da Igreja Jesus de Nazaré (para pedestres). Documentos necessários: originais e cópias de documento de identificação com foto e comprovante de residência, além do cartão de vacinação com indicação da 1ª dose. Veja o plantão de últimas notícias do G1 Amapá ASSISTA abaixo o que foi destaque no AP:

Informações de 2007 precisam ser atualizadas para seguir o processo de entrega de apartamentos. Conjunto Vila dos Oliveiras, em Macapá, deve ser novos moradores em 2022. Obra de construção do Conjunto Vila dos Oliveiras, em Macapá, que vai receber moradores do Aturiá John Martins/Seinf/Divulgação Mais de 450 famílias cadastradas em 2007 para receberem uma unidade habitacional através do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Aturiá foram convocadas para uma atualização cadastral. A partir de segunda-feira (2), no horário anunciado, os inscritos deverão procurar a Escola Raimundo Virgolino, em Macapá, para apresentar a documentação. VEJA A LISTA COM OS NOMES CONVOCADOS E OS HORÁRIOS (a partir da página 68) A chamada pública é realizada pela Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinf). A atualização é para a entrega dos apartamentos que foram construídos no bairro Pedrinhas, no Conjunto Vila dos Oliveiras. A previsão é que a obra seja entregue em 2022. O processo de atualização cadastral acontece ao longo do mês de agosto. Confira: Período: 2 a 18 de agosto Horário: é necessário verificar na lista o dia e horário que o cadastrado foi convocado Local: Escola Raimunda Virgolino (Rua Jardim dos Oliveiras, nº 837 - bairro Pedrinhas) Documentos necessários: carteira de Identidade ou outro documento oficial de identificação, dentro do prazo de validade, que conste foto e filiação ou Carteira Nacional de Habilitação (somente modelo com foto aprovado pelo artigo 159 da Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997) CPF; certificado de Contagem e/ou documentação proveniente do cadastro; Cadastro Único (CadÚnico) atualizado (Folha Resumo do Cadastro Único-Cadúnico atualizado com número do NIS - Número de Inscrição Social); comprovante de renda do responsável familiar e/ou cônjuge (se houver); comprovante de residência: conta de água, luz, telefone ou fatura de cartão de crédito (se houver) laudo médico do responsável familiar em caso de Pessoa com Deficiência (PcD), ou membro da família, sendo obrigatório a Classificação Internacional de Doenças (CID) ou de pessoa da família com PcD. Conforme a Seinf, os atendimentos serão feitos obedecendo todos os protocolos de prevenção à Covid-19. Habitacional As famílias que vão ocupar o Vila das Oliveiras foram retiradas de áreas próximas ao muro de arrimo do Aturiá, em função da ameaça da erosão do Rio Amazonas, na orla da cidade. O habitacional terá 512 unidades. A obra, que iniciou em 2007, tem mais de 50% dos serviços concluídos. O serviço chegou a ser paralisado em 2014 em razão de o contrato com as empresas ter sido rescindido por entraves financeiros questionados pela Caixa Econômica. A construção foi retomada em 2018. A previsão é finalizar a construção até dezembro de 2021, para entregar aos novos moradores no ano que vem. Veja o plantão de últimas notícias do G1 Amapá ASSISTA abaixo o que foi destaque no AP:

Dois deles foram baleados e levados sob escolta para um hospital; vítima atropelada foi socorrida e o estado de saúde não é considerado grave. Veículo ficou com marcas de tiros nos vidros após a perseguição policial em Fortaleza Rafaela Duarte Três adolescentes foram apreendidos e dois deles foram baleados após uma perseguição policial ocorrida na noite desta quinta-feira (29) no Bairro Barroso, em Fortaleza. Os suspeitos estavam tentando fugir da polícia depois de roubar o carro de um idoso. Na fuga, eles atropelaram a vítima que ficou ferida e levada a um hospital. O estado de saúde do motorista não é considerado grave. Segundo agentes do Batalhão de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio), a vítima foi abordada pelo grupo de adolescentes armados quando trafegava pela Avenida Jornalista Tomaz Coelho. O idoso foi retirado à força do veículo, momento em que foi atropelado pelos assaltantes em fuga. Os policiais que passavam pelo local perceberam a movimentação e iniciaram a perseguição aos criminosos. Houve um tiroteio e dois adolescentes foram feridos e socorridos sob escolta para uma unidade hospitalar. O outro foi capturado ainda no local, os demais vão ser levados para a delegacia assim que receberem alta. Nenhum policial foi atingido pelos disparos. O veículo, que ficou com marcas de tiros, foi recuperado e será devolvido ao proprietário.
Coronavírus no Paraná: Acompanhe as notícias do estado em relação à pandemia Veja a playlist com os vídeos exibidos nos telejornais da RPC. Confira a média móvel de mortes e casos de Covid-19 no estado do Paraná

Live Bolsonaro Reprodução A live que o presidente Jair Bolsonaro promoveu para provar fraudes nas urnas eletrônicas foi uma mistura de Plano Cohen com grávida de Taubaté. Só para lembrar: Em 1937, Getúlio Vargas usou um falso plano comunista para melar as eleições presidenciais marcadas para o ano seguinte. Getúlio mandou ministros militares divulgarem um documento conhecido como Plano Cohen, com supostas instruções de Moscou para promover um levante no Brasil. Ocorre que o documento era mais falso que a cura de Covid por cloroquina. O capitão Olympio Mourão Filho, chefe do serviço secreto da Ação Integralista Brasileira (AIB), entidade que reunia os fascistas brasileiros, foi apontado como o responsável pelo plano forjado. Ele, por sua vez, acusava o general Góes Monteiro, chefe do Estado-Maior, de ser o mandante. Depois da descoberta da fraude, ninguém quis ser o pai da criança... Na época não havia live, mas já existia no rádio a Hora do Brasil. Coube justamente a Góes Monteiro anunciar a descoberta do plano, segundo ele, arquitetado pelos membros do PCB e por organizações comunistas internacionais. O falso plano foi divulgado em setembro de 1937. Com medo da ameaça comunista, o Congresso aprovou estado de guerra e abriu caminho para Getúlio dar o golpe e instaurar a ditadura do Estado Novo em novembro de 1937. Adeus, eleições. Já a grávida de Taubaté foi um dos primeiros memes da internet. Em janeiro de 2012, uma mulher simulou uma gravidez de quadrigêmeos. A barriga era mais falsa que o Plano Cohen: um mistura de silicone com enchimento. Mas a imagem do barrigão é até hoje um símbolo de mentira nas redes sociais. Voltemos à live de Bolsonaro. O presidente havia prometido mostrar provas de fraudes nas urnas eletrônicas, mas admitiu não ter provas. Mesmo assim, não deixou de apresentar seu arremedo de Plano Cohen. O tom adotado por Bolsonaro foi de discurso antecipado de derrota para Lula, provável candidato do PT. O presidente discorreu longo tempo sobre o "perigo vermelho" representado por uma possível vitória do petista. Falou do alinhamento do PT com o regime de Cuba e o fim iminente das liberdades. Se trocar PT por PCB e Cuba por Moscou, a retórica de Bolsonaro fica igualzinha a dos golpistas de 37. Ah, sim, ainda tem os militares. Bolsonaro citou a emoção do general Heleno ao ver o país sendo tomado por manifestantes bolsonaristas vestidos de verde e amarelo. A volta do vermelho deixaria o general muito triste. Assim como os generais de 37, que apoiaram o golpe do Estado Novo para não ver o Brasil tomado pelo vermelho de Moscou. Mas, se a história se repete como farsa, no bolsonarismo ela ainda ganha um toque tosco de "grávida de Taubaté". Pelo menos em 37, o militar que sustentou a farsa na rádio era conhecido e prestigiado. Ontem, ninguém sabia ao certo quem era o tal Eduardo, um suposto analista de inteligência, que estava ao lado de Bolsonaro. Eduardo chamava com tom grave vídeos de Whatsapp para provar a suposta vulnerabilidade das urnas eletrônicas. Cada um mais tosco que o outro. E todos já desmentidos. Soube-se mais tarde que o tal Eduardo é um coronel da reserva do Exército. Faltou, na opinião da blog, um vídeo com a grávida de Taubaté confessando que ela e seus quatros filhos apertaram 17 na urna, mas os votos foram para Haddad. Porque, para o Brasil de Bolsonaro chegar ao nível de uma República de Bananas, precisará melhorar muito.

Segundo o governador, o cenário atual é diferente de quando a proposta foi apresentada; texto foi protocolado no início da pandemia, mas só chegou ao Palácio dos Bandeirantes neste mês. João Doria em coletiva Reprodução O governador João Doria (PSDB) vetou completamente o projeto de lei que propunha a suspensão de reintegrações de posse e despejos em todo o estado de São Paulo durante a pandemia do coronavírus. No veto, publicado nesta quinta-feira (29), o governador afirma que “o cenário atual é consideravelmente diferente daquele que havia quando da apresentação do projeto” e que já “estão disponíveis imunizantes e a vacinação segue com rapidez”. Ainda segundo o texto oficial, assinado pelo governador, o projeto “apresenta contrariedade ao interesse público”. Desde abril do ano passado, a Justiça de São Paulo autorizou mais de 12 mil reintegrações de posse no estado. Nem todas foram executadas. O projeto de lei que procurava impedir essas ações foi protocolado na Assembleia Legislativa em 24 de março de 2020, mesmo dia em que teve início a quarentena no estado. O texto, porém, só foi aprovado em plenário em junho deste ano, e demorou quase um mês para chegar ao governador. A proposta enfrentou resistência política desde a sua apresentação. Inicialmente, este foi o projeto da deputada Leci Brandão (PC do B) para integrar o pacote da Assembleia de enfrentamento à pandemia, que reunia diferentes ideias de todos os parlamentares. Como não houve consenso, o projeto ficou de fora da versão final do pacote. O projeto então passou o ano de 2020 inteiro tramitando em comissões, sem nunca ir à votação. Em abril, o presidente da Alesp Carlão Pignatari (PSDB) pautou o projeto, mas os deputados não formaram quórum para votação em oito diferentes sessões desde então. O texto só foi aprovado em 9 de junho. Como qualquer projeto de lei, retornou para a CCJR (Comissão de Constituição, Justiça e Redação) para formatação do texto e, em seguida, receberia a assinatura de Carlão. Só a partir daí, iria para a sanção ou veto do governador. Tal procedimento protocolar, porém, não ocorreu de imediato. O projeto voltou para a CCJR, mas não saiu de lá até a véspera do recesso da Alesp, em 30 de junho. Mesmo assim, só chegou ao Palácio dos Bandeirantes em 6 de julho, período a partir do qual passou a correr o prazo de 15 dias úteis para sanção ou veto de João Doria. Nesta quinta-feira (29), um ano e quatro meses após a sugestão do projeto, e um mês e 20 dias após a sua aprovação pela Alesp, o governador vetou. Na véspera, Doria anunciou novo afrouxamento das medidas impostas pelo Plano SP e deu a data de 17 de agosto para o fim de todas as limitações de horário e ocupação do comércio. Segundo a CDHU (Companhia do Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo), o déficit habitacional no estado atualmente é de 1,2 milhão de moradias. Só na capital, ao menos 167 mil famílias estão na fila por moradia, conforme a Cohab (Companhia Metropolitana de Habitação de São Paulo). Vídeos: Tudo sobre São Paulo e região metropolitana

Um casal também foi condenado por aplicar golpes envolvendo contas bancárias de idosos aposentados e pensionistas. Os dois repassaram os valores arrecadados aos outros condenados. Cidade de Pentecoste, no Ceará. Divulgação/MPCE O prefeito de Pentecoste, no Ceará, João Bosco Pessoa Tabosa, a primeira-dama Maria Clemilda Pinho de Sousa (que é ex-secretária de Administração e Finanças) e o sobrinho dela, Pedro Hermano Pinho Cardoso (ex-presidente da Câmara Municipal de Pentecoste) foram condenados nesta quinta-feira (29) pela Justiça, após denúncia oferecida pelo Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE). As acusações apontam campanhas financiadas com dinheiro ilícito em 2016, quando os gestores foram eleitos. Ao Sistema Verdes Mares, a advogada de defesa afirmou que, quando notificada oficialmente sobre a sentença, vai recorrer da decisão, alegando a inocência dos três condenados. Na decisão, o juiz de Direito Wallton Pereira de Souza Paiva também condenou um casal acusado de aplicar golpes envolvendo contas bancárias de idosos aposentados e pensionistas. Os valores arrecadados pelo casal foram repassados ao atual gestor municipal e ao ex-presidente da Casa Legislativa para o financiamento das campanhas. Nesta quinta, a Justiça acatou parte dos pedidos formulados em denúncia oferecida pelo MPCE. Conforme a denúncia, a prática criminosa consistia em uma série de estelionatos em idosos, por meio de empréstimos e adiantamentos de 13º salários sem autorização. O sobrinho da primeira-dama, eleito vereador, quando assumiu a função de presidente da Câmara de Pentecoste, nomeou a golpista — que foi presa — como assessora parlamentar, em agradecimento e como forma de pagamento pelo serviço ilícito prestado por ela. A mulher, entretanto, nunca compareceu ao local para trabalhar, mas mesmo assim continuou recebendo o salário integral como funcionária da casa, de acordo com o MPCE. O pagamento era dividido com outras pessoas a mando do vereador. O MPCE revela ainda que o político também ajudou a estelionatária a fugir da Justiça. Condenações O ex-presidente da Casa foi condenado pelo crime de concussão, em continuidade delitiva, em regime inicial semiaberto, à pena de cinco anos, três meses e 123 dias-multa, estes calculados no importe de trigésima parte do salário mínimo. A atual primeira-dama e ex-secretária de administração/finanças foi apontada na denúncia como uma das mentoras do plano. Ela foi condenada pelos crimes de estelionato, em continuidade delitiva, na qualidade de partícipe instigador material, e favorecimento pessoal, em regime inicial semiaberto, à pena de reclusão cinco anos e quatro meses, detenção por um mês e cinco dias e 413 dias-multa. Já o prefeito em exercício no município de Pentecoste foi condenado pelo crime de estelionato, em continuidade delitiva, na qualidade de partícipe prestador de auxílio material, em regime inicial aberto, à pena de um ano e oito meses e 68 dias-multa, estes calculados em 1/10 do salário-mínimo vigente. A pena restritiva de liberdade foi substituída em duas restritivas de direito. A primeira é a de prestação de serviços à comunidade, em especial ambiente de atendimento e amparo à pessoa idosa, que se deve realizar à razão de uma hora por dia. Enquanto a segunda é o pagamento de um salário-mínimo para cada uma das vítimas incluídas na ação penal. Na mesma decisão, a Justiça absolveu a ex-ouvidora do município e dois funcionários do Banco do Brasil pela ausência de provas. Colaboração premiada A golpista presa forneceu à Promotoria de Justiça de Pentecoste uma série de fotos e vídeos, através de colaboração premiada, apontando a participação das autoridades municipais no esquema criminoso. Ela foi condenada pelo crime de estelionato, em continuidade delitiva, em regime inicial semiaberto, à pena de cinco anos e 360 dias-multa, estes arbitrados em trigésima parte do salário-mínimo. O companheiro da golpista auxiliava ela na logística e na execução do plano, conforme o MPCE. Ele foi condenado pelo crime de estelionato, em continuidade delitiva, na qualidade de partícipe prestador de auxílio material, em regime inicial aberto, à pena de reclusão de três anos, quatro meses e dez dias e multa de 216, estes arbitrados também em trigésima parte do salário-mínimo. A pena restritiva de liberdade foi substituída em duas restritivas de direito, sendo elas a prestação de serviços à comunidade e o pagamento de um salário-mínimo para cada uma das vítimas incluídas na ação penal. Assista às notícias do Ceará no G1 em 1 Minuto

Novo formato, com dupla de apresentadores, leva ao público quadros inéditos e outros atualizados. Pablo Vasconcelos e Luana Souza vão apresentar programa no novo formato Divulgação O Mosaico Baiano, programa de entretenimento da TV Bahia, foi repaginado e terá novidades a partir de sábado (31). No novo ciclo, o programa de TV que é exibido às 14h10, será comandado por dois apresentadores: Pablo Vasconcelos e Luana Souza. Quadros inéditos vão compor a programação e outros serão atualizados, além de uma maior interatividade com os telespectadores. Luana Souza estreia na apresentação do Mosaico e Pablo Vasconcelos, já integra a equipe, mas vai dividir o comando da atração que já está no ar há 14 anos. Os quadros e reportagens vão ficar por conta de Paula Magalhães, Maria Menezes, Lucas Almeida e Victor Silveira, que entrou para a equipe do entretenimento há pouco tempo. Entre os quadros que vão ao ar no Mosaico, os queridinhos são “Mapas Urbanos”, que é recheado de curiosidades e personalidades; e o “Expresso da Moda”, responsável por trazer dicas de looks e decoração. Mas, dessa vez, eles ganharam novos nomes: “De passagem”, onde através de um trem virtual, Maria Menezes viaja de estação em estação conhecendo pessoas de toda a Bahia; e “Garimpô”, que traz dicas de moda acessível e para o dia a dia. Veja mais notícias do estado no G1 Bahia. Assista aos vídeos do G1 e TV Bahia 💻 Ouça o podcast 'Eu te explico' 🎙

Boletim desta quinta-feira (29) indicou que são 75 pacientes internados pela doença, sendo 52 em UTI e 23 em leito clínico. Profissionais de saúde na UTI do Centro Covid-HU do Amapá, em janeiro de 2021 Marcelo Loureiro/GEA/Divulgação O Amapá registrou nesta quinta-feira (29) mais 3 óbitos e 114 novos casos de contaminados pela Covid-19. Com isso, o estado contabiliza 1.905 mortes e chega a 121.076 infectados. Os recuperados somam 103.506, o equivalente a 85,48% do total. Média móvel de mortes e casos de Covid-19 no Amapá Mortes e casos de coronavírus nos municípios do estado Mortes Os óbitos informados no boletim do governo estadual de hoje ocorreram em Macapá e Santana, desde 2020, e estavam em investigação epidemiológica. Nenhum dos pacientes tinha comorbidades declaradas. Confira em detalhes a seguir: SANTANA: homem de 57 anos, faleceu no dia 15 de maio de 2020; SANTANA: homem de 59 anos, que morreu em 18 de maio de 2021; MACAPÁ: mulher de 80 anos, que faleceu em 17 de julho. Em relação ao total de óbitos, a maior parte está concentrada em Macapá, com 1.452 registros, seguida por Santana (168), Laranjal do Jari (95) e Oiapoque (48). Vacinação Doses distribuídas: 562.503 Doses aplicadas: 375.681 Cobertura: 48,47% da população (1ª dose) e 16,51% (2ª dose ou dose única) Vacinação contra Covid no Amapá: veja perguntas e respostas Vacina em Macapá: veja quem pode ser vacinado e o que fazer Internações e atendimentos Internados: 75 pacientes (52 em UTI e 23 em leito clínico) Confira a taxa de ocupação de leitos clínicos e de UTI Suspeitos de Covid-19 hospitalizados: 13 (todos em leito clínico) Suspeitos de Covid-19 notificados: 1.495 em 9 municípios Pacientes de Covid-19 em isolamento domiciliar: 15.590 pacientes Casos Sobre os 114 novos casos, a maioria foi confirmada em Macapá (90), Santana (6), Serra do Navio (6) e Amapá (6). Outros 3 municípios também apresentaram novos casos. O boletim diário não necessariamente traz os registros de infectados pelo novo coronavírus nas últimas 24 horas, por incluir resultados de exames de dias e meses anteriores, que estavam represados e foram lançados pelas prefeituras, ou de casos que estavam em investigação. Veja o plantão de últimas notícias do G1 Amapá ASSISTA abaixo o que foi destaque no AP:
País contabiliza 554.626 óbitos e 19.838.909 casos de coronavírus, segundo balanço do consórcio de veículos de imprensa com dados das secretarias de Saúde. Mais de 40 milhões de brasileiros estão totalmente imunizados O balanço do consórcio de veículos de imprensa sobre vacinação e pandemia mostrou que o Brasil registrou, de quarta-feira (28) para quinta-feira (29), 1.354 mortes por Covid. Desde o início da pandemia, 554.626 pessoas perderam a vida para a doença no país. Em 24 horas, foram confirmados 41.393 novos casos, totalizando 19.838.909. O Brasil tem média de 44.974 novos casos por dia, o que corresponde a 10% a mais do que há 14 dias. A variação de 15% para cima ou para baixo mostra estabilidade. Essa é a mesma tendência da média de mortes, com redução de 14% na comparação com duas semanas atrás. São 1.070 mortes por dia, em média: o menor número desde 22 de fevereiro. Em relação aos números em cada estado, três aparecem com alta na média de mortes: Amapá, Espírito Santo e Piauí. Os estados que registraram os maiores aumentos foram: Amapá, com mais 42%, e Espírito Santo, 27%, registraram os maiores aumentos. Em estabilidade, são oito estados: Roraima, Amazonas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Pernambuco. Com queda na média de mortes, são 15 estados (Acre, Rondônia, Pará, Maranhão, Tocantins, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Alagoas, Bahia, Sergipe, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul) e o Distrito Federal. Os estados com as maiores reduções foram: Rio Grande do Norte, com queda de 44%, Sergipe e Acre, ambos de 58%. Vacinação O balanço da vacinação mostra que, em 24 horas, 710.110 pessoas tomaram a primeira dose, e 738.418 receberam a segunda dose ou a vacina de dose única. Nesta quinta-feira, foram 1.448.528 vacinados. Até agora, 98.912.578 pessoas receberam a primeira dose no país, ou seja, 46,71% da população. O Brasil passou de 40 milhões de pessoas completamente imunizadas: 40.232.066 tomaram as duas doses ou a dose única, o que equivale a 19% dos brasileiros. Já os estados mais adiantados na imunização completa são, em ordem: Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul, São Paulo, Espírito Santo e Santa Catarina. Veja aqui outras informações sobre a pandemia e a vacinação no seu estado.

Incêndio atingiu galpão da instituição na Vila Leopoldina nesta quinta-feira (29). Em audiência com o governo federal, há 9 dias, Ministério Público Federal alertou para risco de incêndio. Em 2020, alagamento danificou acervo no mesmo endereço e, em 2016, outro incêndio ocorreu na sede, na Vila Mariana. Incêndio atinge galpão da Cinemateca Brasileira em SP Sem contrato de gestão durante o primeiro semestre de 2020, Cinemateca Brasileira foi cuidada por funcionários, que reivindicam salários e continuidade Paulo Lopes/BW Press/Estadão Conteúdo O incêndio que atingiu um galpão da Cinemateca Brasileira na Vila Leopoldina, Zona Oeste de São Paulo, nesta quinta-feira (29), reacendeu a discussão sobre a crise que a instituição enfrenta há anos. MPF alertou governo federal para risco de incêndio na Cinemateca há 8 dias No ano passado, um temporal alagou o mesmo local e parte do acervo foi comprometido. Em 2016, um outro galpão da instituição, na Vila Mariana, foi atingido por um incêndio que destruiu cerca de 500 obras. Além disso, funcionários da instituição foram demitidos em 2020 pela associação que mantinha a Cinemateca após o governo federal assumir a gestão do órgão e não repassar R$ 14 milhões em verbas à organização. Veja os principais pontos da crise da Cinemateca Brasileira: Incêndio em 2016: Em fevereiro de 2016, um incêndio afetou um galpão da instituição na Vila Mariana e destruiu cerca de 500 obras, mil rolos de filmes da década de 1940, incluindo originais das produções audiovisuais. Alagamento em 2020: Em fevereiro de 2020, uma enchente alagou um galpão da Cinemateca Brasileira na Vila Leopoldina e atingiu principalmente materiais como mobiliário, fotografias, livros e folhetos. Abandono: Em julho de 2020, o Ministério Público Federal em São Paulo entrou com ação na Justiça contra a União por abandono da Cinemateca. Troca de gestão: Entre julho e agosto de 2020, funcionários da Cinemateca Brasileira ficaram sem salários e, posteriormente, foram demitidos após o governo federal assumir a gestão. Funcionários e entidades realizaram diversos protestos denunciando o abandono do órgão. Entrega das chaves: Em agosto de 2020, a Secretaria Especial da Cultura exige a entrega das chaves dos imóveis da Cinemateca para a antiga gestora, a Associação de Comunicação Educava Roquete Pinto (Acerp). Nova direção: Em janeiro de 2021, a Sociedade Amigos da Cinemateca assume a gestão da Cinemateca Brasileira a partir de 15 de janeiro até que uma nova organização social assuma a administração. Suspensão de ação do MPF: Em maio deste ano, a Procuradoria suspendeu o processo por abandono da Cinemateca após o governo federal se comprometer a mostrar ações em 45 dias, prazo vencido no início de julho. Mais prazo e alerta sobre risco de incêndio: Em audiência em 20 de julho, a Justiça deu mais 60 dias para a União dar continuidade nas ações de preservação. Nessa audiência, o MPF alertou o governo para o risco de incêndio. Incêndio em 2016 Mil rolos de filmes são destruídos no incêndio no prédio da Cinemateca Em 3 de fevereiro de 2016, um incêndio atingiu um galpão da Cinemateca Brasileira, na Vila Clementino, Zona Sul de São Paulo, e destruiu cerca de 500 obras. De acordo com a então coordenadora-geral da entidade, Olga Futema, todas as obras perdidas são originais mas, segundo ela, quase a totalidade tem cópias em tecnologias mais modernas. "O conteúdo foi preservado, o que se perdeu foram as matrizes", afirmou Olga. O que se perdeu, segundo ela, é um longa-metragem, cujo nome não foi divulgado, e filmes de cinejornais brasileiros da década de 40. Enchente em 2020 Galpão da Cinemateca Brasileira na Vila Leopoldina, Zona Oeste de SP, afetado por alagamento após temporal em 2020 Reprodução/TV Globo Em fevereiro de 2020, uma chuva intensa alagou um galpão que pertence à Cinemateca na Vila Leopoldina, Zona Oeste de São Paulo, no mesmo local em que ocorreu o incêndio desta quinta-feira (29). Segundo a Secretaria Especial de Cultura, o galpão guardava materiais de exibição, mas não as matrizes dos filmes. O acervo mais precioso e raro fica no prédio da Vila Clementino, que pegou fogo em 2016. Galpão da Cinemateca Brasileira na Vila Leopoldina, Zona Oeste de SP, afetado por alagamento após temporal em 2020 Reprodução/TV Globo Galpão da Cinemateca Brasileira na Vila Leopoldina, Zona Oeste de SP, afetado por alagamento após temporal em 2020 Reprodução/TV Globo Troca de gestão Nova administradora assumirá gestão da Cinemateca com plano emergencial O contrato para gestão da Cinemateca firmado entre o governo federal e a Organização Social (OS) Associação Comunicação Educativa Roquette Pinto (Acerp) terminou em 31 de dezembro de 2019 e, desde então, não houve nova licitação. A Cinemateca, no entanto, continuou sendo mantida de forma improvisada pela equipe técnica, sob gestão da Acerp, que continuou no local para não abandoná-lo, mesmo sem recursos e salários. O secretário especial da Cultura, Mário Frias, travou um embate com a Acerp e disse que não reconhecia as dívidas que a associação disse que o governo federal tinha e exigiu a entrega das chaves dos imóveis. Em 15 de janeiro, a Sociedade Amigos da Cinemateca passou a gerir provisoriamente a instituição, até que uma nova organização social assuma a administração. Com isso, 40 ex-funcionários foram recontratados temporariamente. Ação do MPF Em julho de 2020, o Ministério Público Federal em São Paulo (MPF-SP) entrou com uma ação na Justiça contra a União por abandono da Cinemateca Brasileira. A Promotoria questionava a falta de contrato para gestão da instituição. Na ação judicial, a Promotoria destacou problemas como risco de incêndio, falta de vigilância, atrasos nas contas de água e luz, e atraso no pagamento de salários. No entanto, em maio deste ano, o MPF suspendeu a ação contra a União depois que o governo federal se comprometeu a mostrar as ações implementadas pela preservação do patrimônio no prazo de até 45 dias. Mas, em audiência realizada no último dia 20 de julho o Ministério Público Federal em São Paulo (MPF-SP) alertou o governo federal, responsável pela Cinemateca, para o risco de incêndio. O risco foi verificado tanto na sede da Cinemateca, na Vila Mariana, como nos galpões da Vila Leopoldina. O documento diz ainda que alguns pontos do pedido anterior, em maio, foram cumpridos, e outros ainda estão em andamento. O governo federal, que tinha 45 dias, até o início de julho, para mostrar ações implementadas pela preservação do patrimônio, ganhou mais 60 dias para dar continuidade na suspensão do processo Veja a íntegra da nota do governo federal: A Secretaria Especial da Cultura lamenta profundamente e acompanha de perto o incêndio que atinge um galpão da Cinemateca Brasileira, em São Paulo (SP). Cabe registrar que todo o sistema de climatização do espaço passou por manutenção há cerca de um mês como parte do esforço do governo federal para manter o acervo da instituição. A Secretaria já solicitou apoio à Polícia Federal para investigação das causas do incêndio e só após o seu controle total pelo Corpo de Bombeiros que atua no local poderá determinar o impacto e as ações necessárias para uma eventual recuperação do acervo e, também, do espaço físico. Por fim, o governo federal, por meio da Secretaria, reafirma o seu compromisso com o espaço e com a manutenção de sua história.
Ex-médico foi condenado a mais de 173 anos de reclusão por estuprar dezenas de pacientes. Justiça determina que ex-medico Roger Abdelmassih volte para a prisão imediatamente A Justiça de São Paulo determinou que o ex-médico Roger Abdelmassih volte imediatamente para a prisão. Ele estava em prisão domiciliar desde maio, quando a Justiça considerou que o estado de saúde dele exigia cuidados que não seriam possíveis no hospital penitenciário onde cumpria pena. Abdelmassih foi condenado a mais de 173 anos de reclusão por ter estuprado dezenas de pacientes.
Ivone Demboski tem 64 anos e vai responder por injúria racial, que é a ofensa a alguém com base em sua raça ou cor. A pena é de um a seis meses de prisão ou multa. Mulher é presa no DF depois de atacar família com insultos racistas A polícia do Distrito Federal deteve uma mulher, na quarta-feira (28), por injúria racial. Em frente a um shopping, pai, filho e filha gravavam um vídeo em que comentavam o trabalho de pintores. A conversa foi interrompida por Ivone Demboski: “Negrada do inferno. Vai para o raio que o parta”, disse. Uma PM de folga deteve a agressora e a família chamou a polícia. Ela ainda tentou chutar a PM e um bombeiro. Acabou presa em flagrante. “Essa mulher não acordou hoje racista, ela é racista mesmo. Então, a gente ficou, assim, muito impactado com a situação, sabe? Porque foi muito ruim”, afirma Alcides de Jesus Santos, técnico em telecomunicações. Ivone Demboski tem 64 anos e vai responder por injúria racial, que é a ofensa a alguém com base em sua raça ou cor. A pena é de um a seis meses de prisão ou multa. Ela pagou fiança de R$ 1 mil na quarta e foi liberada.
A bebê foi levada para o Hospital Municipal Albert Schweitzer, e tem estado estável. Uma bebê recém-nascida ainda com cordão umbilical e placenta foi encontrada na noite desta quinta-feira (29) próximo da Vila Olímpica Mestre André, em Padre Miguel, na Zona Oeste do Rio. A criança foi levada para o Hospital Municipal Albert Schweitzer, em Realengo, também na Zona Oeste, onde se encontra bem e sob cuidados médicos. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) confirmou a informação. “A direção do Hospital Albert Schweitzer informa que a recém-nascida foi encontrada em via pública, ainda com a placenta, e levada para a unidade. A paciente encontra-se em estado estável e em observação na UTI Neonatal. O hospital já acionou o Conselho Tutelar”, informou a SMS por nota.

Ação que acontece com frequência foi suspensa no início da pandemia. Podem doar sangue pessoas de 16 anos - desde que acompanhadas pelos responsáveis - até os 60 anos. Cacoal retoma ação externa de coleta de sangue neste sábado, 31 Secom/Divulgação Após permanecer suspensa por mais de um ano, a ação externa para coleta de sangue será realizada pelo Hemocentro de Cacoal no próximo sábado (31). Interessados em doar devem comparecer na rua Rio Branco, em frente à Praça Municipal, das 8h às 17h. A ação que costumava acontecer com frequência foi suspensa desde o início da pandemia para evitar a disseminação do vírus na cidade. Diante da baixa procura por doação e a alta demanda de sangue, adequações foram feitas para que a o evento aconteça sem riscos. De acordo com o hemocentro, estarão presentes técnicos de enfermagem, enfermeiros, profissionais do serviço social, bioquímicos, médicos de outros profissionais que vão auxiliar em todo o processo. Podem doar sangue pessoas de 16 anos - desde que acompanhadas pelos pais - até os 60. Orientações Não comparecer ao local caso esteja com qualquer sintoma de Covid; Informar na triagem sobre status de vacinação e possíveis contatos com pessoas contaminadas; Levar documentação oficial com foto; Evitar doar sangue em jejum: ingerir alimentação leve; Pesar mais 50 quilos e estar bem de saúde. Não pode doar caso: Esteja com Covid-19; Esteja gripado; Esteja realizando algum tratamento médico; Tenha ingerido bebida alcoólica com até 12 horas de antecedência; Tenha feito tatuagem há menos de 12 meses; Esteja grávida ou amamentando. Veja mais notícias de Rondônia
O Jornal Nacional teve acesso ao inquérito que apura se o advogado da família Bolsonaro mantinha um escritório de fachada em Atibaia (SP). Inquérito investiga se Wassef cometeu fraude ao registrar como escritório de advocacia a casa onde abrigou Queiroz O Jornal Nacional teve acesso ao inquérito que investiga se o advogado da família Bolsonaro, Frederick Wassef, cometeu fraude ao registrar como escritório de advocacia a casa onde abrigou Fabrício Queiroz. A única funcionária ouvida até agora afirma que só começou a trabalhar no escritório depois do início da investigação. O inquérito apura se Frederick Wassef mantinha um escritório de fachada em Atibaia. A placa no muro da casa traz o nome dele e da sócia. Neste endereço, policiais prenderam Fabrício Queiroz, ex-assessor parlamentar de Flávio Bolsonaro, em junho de 2020. O Ministério Público do Rio investiga se Queiroz operou um esquema de rachadinha no gabinete de Flávio Bolsonaro, quando ele era deputado estadual. Frederick Wassef atuou como advogado de Flávio Bolsonaro no caso. A suspeita é de que Queiroz estivesse vivendo lá para dificultar que fosse preso, porque escritórios de advocacia são invioláveis em algumas circunstâncias. Na investigação de falsidade ideológica, a polícia ouviu depoimentos de Wassef, da sócia e outras quatro pessoas: todas testemunhas de defesa. Giovanna Lopes da Fonseca se apresentou como secretária de Wassef. Declarou que trabalhava no escritório, mas, no inquérito, não há qualquer documento que indique as datas de contratação ou demissão. Por telefone, Giovanna disse que prestou depoimento ao lado de Wassef. Ela se contradisse sobre datas e afirmou que foi contratada só depois que a polícia começou a investigar o escritório. Giovanna: Não me recordo a data exata, mas acho que foi março... Até agora há pouco. Repórter: Mas março de que ano você entrou? Giovanna: De 2021. Repórter: Março de 2021. Foi agora então? Giovanna: Ah, não, 2020, desculpa. Repórter: Então, quando o Fabrício Queiroz ficou lá, aquele período, você também estava lá? Giovanna: Não, eu... Eu entrei um pouquinho depois do que aconteceu com o Fabrício Queiroz. Se eu não me engano, acho que foi 1º de agosto. Outra testemunha, o comerciante Willian Tanus Facci, disse à polícia que é cliente de Wassef há mais de dez anos e que sempre foi atendido no escritório de Atibaia. No inquérito, não há documentos que comprovem a prestação de serviços. O comerciante não quis dar entrevista. Cintia Ferreira de Lima declarou que a mãe dela é cliente de Wassef. Por telefone, a mãe de Cintia, Rose Lima, confirmou que esteve com o advogado em Atibaia, mas não soube dizer quando. Frederick Wassef mandou nesta quinta-feira (29) ao Jornal Nacional um vídeo negando irregularidades. “Sou vítima do crime de denunciação caluniosa. Todas as contas estão em nome do meu escritório, continuo atendendo no referido endereço e ali continuarei a atender os meus clientes”, afirma o advogado Frederick Wassef. Depois de um ano, o inquérito continua em andamento. Até esta quinta-feira (29), a polícia não ouviu Fabrício Queiroz, nem a advogada Ana Flávia Rigamonti, que conviveu com ele na casa de Atibaia, nem o caseiro, que também morava lá. Também não foram ouvidos policiais e promotores que participaram da prisão de Queiroz. Num documento encaminhado à polícia, a OAB informou que o único endereço profissional registrado por Frederick Wassef fica na cidade de São Paulo. A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo declarou que faltam depoimentos por carta precatória para encerrar a investigação.
Controladoria-Geral da União afirmou que não viu irregularidades na compra da vacina indiana contra Covid, mas o Ministério da Saúde anunciou que vai cancelar o contrato. Pazuello diz que recebeu um pedido verbal do presidente Bolsonaro para apurar o caso Covaxin A Controladoria-Geral da União afirmou que não identificou irregularidades no processo de compra da vacina indiana Covaxin. A CGU é um órgão do governo federal e investigou denúncias de suspeitas no processo conduzido pelo Ministério da Saúde. O ministro da CGU, Wagner Rosário disse que a análise do contrato não encontrou sobre preço na compra; que os US$ 15 cobrados por dose estão no padrão; e que também não houve irregularidade no prazo de negociação. O Ministério Público Federal, Tribunal de Contas da União e a cúpula da CPI chegaram a conclusões diferentes: apontaram que a Covaxin foi a mais cara negociada pelo governo federal até agora e com o acordo mais rápido. Wagner Rosário disse também que os erros encontrados nas três invoices - as faturas apresentadas pela intermediária Precisa Medicamentos foram corrigidos sem prejuízos ao negócio e que a primeira invoque foi emitida depois do primeiro encontro relatado pelo servidor do Ministério da Saúde Luis Ricardo Miranda e pelo irmão dele, deputado federal Luis Miranda, com o presidente Jair Bolsonaro para alertar sobre irregularidades no processo. A CPI apontou problemas nas três invoices, que permitiram cobrar do governo o pagamento antecipado de US$ 45 milhões depositados em um paraíso fiscal. E mostrou ainda com base em depoimentos, que a primeira invoice foi enviada antes da reunião dos irmãos Miranda com o presidente Bolsonaro. A CGU só apontou suspeitas de irregularidade em dois documentos - com trechos em inglês e em português - entregues pela Precisa ao Ministério da Saúde. O laboratório indiano Bharat Biotech negou que tenha emitido os documentos e cancelou o contrato com a Precisa. “Nós temos que saber quem fez essa colagem de documentos, nós estamos encaminhando para a polícia. Nós não somos peritos. Os peritos estão na Polícia Federal, eles agora vão aprofundar isso”, afirma o ministro da CGU Wagner Rosário. Na mesma coletiva em que a CGU afirmou não haver irregularidades no processo de compra da Covaxin, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse que o governo vai cancelar o contrato para aquisição do imunizante. O vice-presidente da CPI, senador Randolfe Rodrigues, da Rede, contestou a conclusão da CGU. “Eu vivi para ver a CGU declarar que falsidade ideológica não é crime. Essa declaração da CGU equipara-se a isso”, afirma Randolfe. No momento em que a CGU apresentava o resultado da análise do contrato, o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello prestava depoimento à Polícia Federal em dois inquéritos relacionados à Covaxin. O primeiro apura irregularidades na compra da vacina. O segundo, se o presidente Jair Bolsonaro prevaricou, ou seja, deixou de pedir que autoridades competentes investigassem as denúncias. A TV Globo apurou que o ex-ministro da Saúde repetiu à PF o que governistas já afirmaram na CPI: disse que, em março, Bolsonaro pediu informalmente, em uma conversa rápida em que os dois estavam de pé, a apuração das suspeitas de irregularidades relatadas pelos irmãos Miranda. O encontro não consta nas agendas oficiais. Eduardo Pozuello falou ainda que Bolsonaro não tratou o pedido como uma denúncia grave. E acrescentou que, depois de falar com o presidente, passou o caso, também de forma verbal, ao então secretário-executivo do ministério, Élcio Franco. Pazuello relatou que não sabe quais foram os procedimentos adotados pelo então secretário. Mas que, dias depois, Élcio Franco disse não ter encontrado irregularidades no negócio. O relator da CPI, Renan Calheiros, do MDB, afirmou em uma rede social que o pedido de investigação feito somente de forma verbal confirma que “as graves ilegalidades não foram investigadas.”
Roteiros, arquivos em papel, cópias de filmes e equipamentos antigos que pegaram fogo seriam usados na montagem de um museu para contar a história do cinema brasileiro. Incêndio atinge um dos galpões da Cinemateca Brasileira, em São Paulo Um incêndio atingiu um galpão da Cinemateca Brasileira, em São Paulo. O prédio que pegou fogo nesta quinta-feira (29) é o que fica na Vila Leopoldina, na Zona Oeste de São Paulo. Ele não é aberto ao público, diferentemente do prédio mais conhecido, que fica na Vila Mariana, onde funcionam duas salas de cinema, com exposições e museus. Nesse prédio, ficavam guardados 1 milhão de documentos da antiga Embrafilme como roteiros, arquivos em papel, cópias de filmes e equipamentos antigos. Alguns tinham mais de 100 anos e seriam usados na montagem de um museu, para contar a história do cinema brasileiro. Segundo o Corpo de Bombeiros, o incêndio começou por volta das 18h30. Pessoas que estão na esquina estavam no prédio e conseguiram sair a tempo. Segundo o Corpo de Bombeiros, ninguém ficou ferido. Este foi, pelo menos, o terceiro acidente registrado desde que o galpão foi inaugurado. Esse mesmo prédio já pegou fogo em 2016. Cerca de 500 obras foram destruídas. A maioria tinha cópia. Em fevereiro de 2020, o prédio foi atingido por uma enchente. A administração da Cinemateca foi passada para o governo federal em agosto de 2020. Oito meses depois, em abril deste ano, os trabalhadores da Cinemateca fizeram um manifesto alertando para a situação de abandono da instituição e pediram esclarecimentos à Secretaria Nacional do Audiovisual sobre a efetivação do plano emergencial anunciado pelo secretário de Cultura Mário Frias, em dezembro de 2020. O ex-diretor da Cinemateca foi ao local assim que soube do incêndio e se emocionou: “A memória do audiovisual brasileiro nesse estado. Desolação. Total desolação. De pesar...”, disse Carlos Magalhães. A Secretaria Especial da Cultura declarou que o sistema de climatização do galpão da Cinemateca passou por manutenção há cerca de um mês e que pediu apoio à Polícia Federal para investigar as causas do incêndio.

Há vagas para açougueiro, agente de portaria e administrador. Há vagas para administrador em Feira de Santana Toledo Prudente Empresas de Feira de Santana, a cerca de 100 quilômetros de Salvador, divulgaram oportunidades de trabalho oferecidas nesta sexta-feira (30). Confira a lista de vagas e veja como se candidatar. Vagas: ADMINISTRADOR Com nível superior, CNH e experiência comprovada. Necessário ser dinâmico e entender de estratégia. Os candidatos devem enviar currículo para [email protected] 01 vaga AGENTE DE PORTARIA DE CONDOMÍNIO Com experiência na área. Necessário residir em Feira de Santana, ser do sexo masculino, ter entre 30 e 45 anos e curso na área de segurança. Os candidatos devem enviar currículo pelo e-mail [email protected] 01 vaga AÇOUGUEIRO Interessados encaminhar currículo pelo e-mail: [email protected] 02 vagas Veja mais notícias do estado no G1 Bahia. Assista aos vídeos do G1 e TV Bahia Ouça o podcast 'Eu Te Explico'

Incêndio começou em uma das salas de acervo histórico de filmes que fica no primeiro andar. Não houve vítimas. Secretaria Especial de Cultura, responsável pela gestão do órgão, diz 'lamentar profundamente' o episódio. Local já foi atingido por enchentes em 2020. Incêndio atinge prédio da Cinemateca, na Vila Leopoldina, em SP Reprodução/Ariane Breyton O incêndio que atingiu um galpão da Cinemateca Brasileira na Vila Leopoldina, Zona Oeste de São Paulo, nesta quinta-feira (29) , começou em um ar-condicionado que passava por uma manutenção feita por empresa terceirizada contratada pelo governo federal, segundo informações iniciais do Corpo de Bombeiros. Uma faísca teria dado início ao fogo, e a empresa não conseguiu controlá-lo. “O incêndio iniciou em uma manutenção de ar-condicionado. Uma empresa terceirizada do governo federal realizando uma manutenção. O principio de incêndio começou em uma das salas de acervo histórico de filmes que fica no primeiro andar. Então essa parte é dividida entre três salas, uma delas com acervo de filmes entre 1920 e 1940 e uma das salas de arquivo impresso, também histórico. Estamos levando o que foi queimado e preservado dentro dessas três salas, provavelmente nada. Porém, no andar térreo tem uma parte grande do acervo histórico que não foi atingida”, disse a capitã dos bombeiros Karina Paula Moreira à GloboNews. Os bombeiros receberam um chamado de fogo em edificação comercial por volta das 18h na Rua Othão, 290. No endereço há um conjunto de galpões, de cerca de 6.356 m² de área construída, onde parte do acervo da Cinemateca Brasileira é guardado. O incêndio não ocorreu na sede da Cinemateca Brasileira, que fica na Vila Mariana. O fogo foi controlado por volta das 19h45. A administração do órgão está sob responsabilidade do governo federal, por meio da Secretaria Especial de Cultura, em Brasília. Em nota, a secretaria informou que "todo o sistema de climatização do espaço passou por manutenção há cerca de um mês como parte do esforço do governo federal para manter o acervo da instituição" (leia nota abaixo). MPF alertou governo federal para risco de incêndio na Cinemateca em audiência em 20 de julho; ação por abandono está suspensa No prédio ficavam gravados 1 milhão de documentos da antiga Embrafilme, como roteiros, artigos em papel, cópias de filmes e documentos antigos. Alguns tinham mais de 100 anos e seriam usados na montagem de um museu sobre o cinema brasileiro. Quinze viaturas com 70 bombeiros foram enviados para combater o fogo. Segundo o major Palumbo, porta-voz do Corpo de Bombeiros, no galpão há materiais altamente inflamáveis. Os bombeiros disseram ainda que a estratégia para combater o incêndio foi confinar o fogo, impedindo que ele se alastre para galpões vizinhos. Apenas o primeiro andar foi atingido. "Nós temos o registro de ser um local onde temos diversos materiais combustíveis diferentes. Arquivos de filmes, que têm acetato altamente inflamável, e todos os materiais que compõem a edificação", disse Major Palumbo. Francisco Campera, diretor da Fundação Roquette Pinto, ex-gestora da Cinemateca, lamentou a situação em entrevista à GloboNews. "Quando entregamos a Cinemateca ao governo, em agosto do ano passado, eu cheguei a dar um depoimento ao Ministério Público Federal de que não era um 'risco de pegar fogo' era uma 'tragédia anunciada'." Ele reforçou que o material do galpão é de alta combustão e citou a questão da conservação. "O último incêndio anterior a esse foi em 2016 [na Cinemateca da Vila Mariana] e tinha 13 pessoas do mais alto nível trabalhando de segunda a segunda e mesmo assim teve o incêndio. Porque precisa do monitoramento humano. Eu avisei aos funcionários que tomaram posse. Tem mais de um ano, e até hoje não tem monitoramento humano.” Segundo Campera, “perdeu-se 4 toneladas de documentação da história do cinema brasileiro. Toda a documentação do Instituto Nacional de Cinema, da década de 60, até hoje da Secretaria Especial de Cultura, passando pela Embrafilme e pela Concine. Há também cópias de filmes, mas que já estavam em estado pior de conservação”, afirmou. Em entrevista à TV Globo, a diretora-executiva da Sociedade Amigos da Cinemateca, Maria Dora Mourão, disse que o galpão atingido pelo fogo era o único em uso dentre os galpões da Cinemateca. No local são armazenados documentos e filmes de longas e curta-metragens, um "acervo relevante", além de equipamentos. No ano passado, um temporal alagou o galpão e parte do acervo foi comprometido. A instituição não revelou quais itens foram danificados. O que diz a Secretaria Especial de Cultura "A Secretaria Especial da Cultura lamenta profundamente e acompanha de perto o incêndio que atinge um galpão da Cinemateca Brasileira, em São Paulo (SP). Cabe registrar que todo o sistema de climatização do espaço passou por manutenção há cerca de um mês como parte do esforço do governo federal para manter o acervo da instituição. A Secretaria já solicitou apoio à Polícia Federal para investigação das causas do incêndio e só após o seu controle total pelo Corpo de Bombeiros que atua no local poderá determinar o impacto e as ações necessárias para uma eventual recuperação do acervo e, também, do espaço físico. Por fim, o governo federal, por meio da Secretaria, reafirma o seu compromisso com o espaço e com a manutenção de sua história." Bombeiros tentam combater fogo em galpão da Cinemateca Brasileira na Zona Oeste de SP Incêndio em galpão da Cinemateca, na Vila Leopoldina, Zona Oeste de São Paulo. Reprodução/TV Globo Incêndio atinge galpão da Cinemateca Brasileira em SP Incêndio no galpão da Cinemateca Brasileira na Vila Leopoldina, Zona Sul de SP. Reprodução/TV Globo Fogo em galpão da Cinemateca Reprodução Abandono da Cinemateca Em julho de 2020, o Ministério Público Federal em São Paulo (MPF-SP) entrou com uma ação na Justiça contra a União por abandono da Cinemateca Brasileira. A Promotoria questionava a falta de contrato para gestão da instituição. O contrato para administração da Cinemateca firmado entre o governo federal e a Organização Social (OS) Associação Comunicação Educativa Roquette Pinto (Acerp) terminou no dia 31 de dezembro de 2019 e, desde então, não houve nova licitação. Desde 15 de janeiro, a Sociedade Amigos da Cinemateca faz a gestão da Cinemateca Brasileira até que uma nova organização social assuma a administração.

Segundo a polícia, homem já foi preso por crime sexual e respondia ao processo em liberdade. Homem suspeito de estupro e linchado em Feira de Santana é ouvido e liberado Um homem, preso na segunda-feira (26), mas solto no mesmo dia, em Feira de Santana, cidade a cerca de 100 km de Salvador, depois de ser agredido fisicamente por moradores que o acusavam de ter tentado estuprar uma mulher, foi preso novamente nesta quinta (29) após pedido de prisão da Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam). De acordo com a polícia, o suspeito foi reconhecido por mais uma vítima por tentativa de estupro, registrada no Conjunto Sítio Matias. O suspeito teria sido identificado após um vídeo em que ele supostamente aparece cometendo crimes ter viralizado nas redes sociais. As imagens mostram uma abordagem feita pelo homem a uma mulher, tentando assaltá-la e estuprá-la. Imagens do suspeito abordando a mulher em Feira de Santana circula na internet Reprodução/TV Subaé Segundo a polícia, ele já foi preso por estupro e estava respondendo ao crime em liberdade. Ao todo, sete queixas de violência sexual já foram registradas contra ele. O suspeito foi levado para a policlínica no bairro George Américo, onde recebeu atendimento médico, e foi seguido por outras pessoas o aguardavam para continuar as agressões, que foram impedidas pela Polícia Militar. O caso está sendo investigado pela Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher de Feira de Santana. A vítima já prestou depoimento. Caso é investigado na Deam de Feira de Santana Reprodução/ TV Subaé Veja mais notícias do estado no G1 Bahia. Assista aos vídeos do G1 e TV Bahia
Judoca se tornou a única brasileira a conquistar três medalhas olímpicas em esportes individuais. ‘Não desistir nunca’, diz Mayra Aguiar, medalhista de bronze nas Olimpíadas de Tóquio A judoca Mayra Aguiar se tornou nesta quinta-feira (29) a única brasileira a conquistar três medalhas olímpicas em esportes individuais. Quantas vezes é possível quebrar recordes ao longo de uma carreira? Aos 29 anos, Mayra Aguiar vem se especializando em reescrever as próprias marcas. Nas Olimpíadas do Rio de Janeiro, quando sentiu a textura do bronze no dedão da mão direita, Mayra se tornou a primeira judoca brasileira a ter duas medalhas olímpicas. Esse mesmo dedão já havia acariciado, do mesmo jeitinho, a medalha conquistada em Londres-2012. Em 2021, mudaram os dedos e o jeito de segurar, mas o olhar já tinha aquela intimidade de velhos conhecidos. A primeira atleta brasileira a conquistar medalhas em três Olimpíadas seguidas. "Eu estou bem emocionada mesmo. Acho que foi… (chora). Acho que é a conquista mais importante para mim. Foi bem difícil esses últimos anos, esses últimos tempos. Bem difícil”, disse a judoca. Grande parte dessa dificuldade foi uma cirurgia no joelho esquerdo realizada em setembro de 2020, a sétima da carreira. Foi em clima de recuperação, ainda sem muito ritmo, que Mayra chegou para competir em Tóquio. A estreia foi rápida: 40 segundos e ippon na israelense Inbar Lanir, mas, nas quartas de final, a alemã Anna-Maria Wagner, atual campeã mundial, encaixou um bom contra-ataque e mandou a brasileira para a repescagem. Contra Aleksandra Babintseva, do Comitê Olímpico Russo, valeu a experiência para forçar três punições. Na luta do bronze, diante da sul-coreana Hyunji Yoon, a imobilização vencedora foi como uma longa contagem regressiva para as palmas: dela e de todos os brasileiros. Mayra Aguiar, em mais um pódio olímpico, sem qualquer exagero, é a história acontecendo diante dos olhos. E um detalhe interessante: uma história que ainda tem mais capítulos a serem escritos. “Eu estou com gana, eu amo fazer judô, eu amo isso, amo essa experiência, amo passar por tudo, amo me tornar mais forte. São três anos, né? Passa rápido também. Então, vou voltar para casa, recuperar o que precisa recuperar e continuar. Continuar lutando que eu quero estar em Paris, quero dar o meu máximo e quero buscar esse ouro também”, assegurou. Se existe um limite para quebrar recordes ao longo de uma mesma carreira, talvez Mayra consiga responder um dia, mas que ele ainda demore muito a chegar. Ao vivo ao Jornal Nacional, a medalhista explicou que o momento até chegar às Olimpíadas de Tóquio foi o mais difícil de sua vida: “Foi duríssimo. Foi o momento, a fase mais difícil da minha carreira esportiva e da minha vida também. Foi bastante duro tudo que eu vivi nesses momentos. Essa cirurgia me abalou bastante, foi uma das mais difíceis para recuperar: tanto de dor quanto mental. Foi bastante duro passar por tudo isso. Mas é tão importante essa medalha para mim, por todos esses altos e baixos que eu passei, esses momentos. Hoje, concretizar com uma medalha, eu estou muito emocionada mesmo porque está sendo muito bom poder ter alguma coisa concreta de tudo que eu vivi, de tudo que eu passei, que valeu a pena toda a superação, acreditar, não desistir nunca. Então, isso está sendo muito, muito gostoso para mim”. E esse processo teve apoio da mãe da judoca, que sempre coloca bilhetes na mochila de Mayra quando ela vai competir. Nos Jogos de Tóquio, isso não foi diferente: “Ela conseguiu, não sei em que momento. Eu viro para o lado e ela botou o bilhete lá na minha mochila. Eu cheguei no Japão, abri, olhei ‘Te amo, minha filha’, não sei o quê. E ela sempre coloca esses bilhetinhos. Agora que ela não consegue mais mandar, ela manda bilhetinho virtual, ela faz o bilhetinho e me manda o bilhetinho. Aí um dia antes da competição, ela manda: ‘Te diverte, faz o que tu gosta’. Isso é muito reconfortante para mim, muito gostoso. Eu entro leve, entro feliz. Ela é tudo para mim. Ela foi na minha cirurgia, foi em todas, estava lá comigo, chorando junto, me abraçando, me apoiando, fazendo a comidinha dela, que me deixa forte também. Então ela é tudo para mim”. Mayra ainda pode conquistar mais medalhas nos Jogos de Tóquio na competição por equipes mistas no judô.

Após ser adiado por quatro vezes devido à pandemia, a 21ª edição do concurso começa nesta sexta-feira (30). Em Montes Claros (MG), 17 bares estão participando. Após ser adiado por quatro vezes devido à pandemia, começa nesta sexta-feira (30), a 21ª edição do Comida di Buteco (CdB). Em Montes Claros (MG), 17 bares se inscreveram para o concurso. Neste ano, está sendo promovido ainda o movimento “Salve os Butecos”. A iniciativa tem o objetivo de auxiliar os estabelecimentos a se reerguerem. De acordo com a organização, 30% dos botecos participantes do concurso no país fecharam as portas durante a pandemia, muitos de forma definitiva. A ajuda aos estabelecimentos pode feita por meio da doação de dinheiro e produtos, no caso das empresas que atuam com divulgação. A meta é arrecadar R$ 33 milhões em julho e agosto, o dinheiro será dividido entre os botecos participantes do concurso. Será possível acompanhar o andamento na campanha pelo site do CdB, onde estão as informações de como contribuir. Pensando na prevenção à Covid-19, a organização do concurso destaca que os estabelecimentos participantes do Comida di Buteco estão seguindo os protocolos de segurança. Os clientes podem ir aos botecos ou podem ainda pedir os petiscos por delivery. Por meio de uma plataforma, será possível agendar as mesas e ver os cardápios. A ferramenta também está disponível no site do CdB. URRETADA, QUE TREM BÃO (Purê de mandioca com carne de panela e farofa de banana da terra). O Ana Terra Gastro Bar fica na Avenida Feliciano Martins de Freitas, 306, Vila Regina. O horário de funcionamento é de terça a sábado das 18h às 23h. Prato do Ana Terra Gastro Bar Rodrigo de Paula COSTELA NO BAFO (Costela no Bafo ao Molho de Alho Poró. Acompanha farofa). O Bar do Chacal fica na Avenida Sidney Chaves, 779, Edgar Pereira. O horário de funcionamento é de terça a sábado das 18h às 23h. Prato do Bar do Chacal Rodrigo de Paula COPA MINEIRA (Lombo recheado com cenoura, bacon e finalizado com molho rose. Acompanha batata baroa frita, vinagrete e farofa). O Bar do Soró fica na Rua Coronel Joaquim Sarmento, 596, São José. O horário de funcionamento é de segunda à sexta 17h às 00h, no sábado de 8h às 00h e domingo de 12h à 00h. Prato do Bar do Soró Rodrigo de Paula RABO ATÔA COM BARÔA (Rabada com creme de batata baroa). O Barzinho Tô Atôa fica na Rua Marechal Deodoro, 92, Centro. O horário de funcionamento é de segunda a sexta de 18h às 23h e sábados/domingos de 16h às 23h. Prato do Barzinho Tô Atôa Rodrigo de Paula RAIZ DOS GERAIS (Linguiça caseira frita, panceta e carne de lata. Acompanha batata baroa cremosa ao chutney de abacaxi com rapadura e cachaça). O Bendita Espeteria fica na Rua Mário Botelho, 292, Vila Guilhermina. O horário de funcionamento é de segunda a sexta das 11h às 14h / 17:30h às 23 e sábado das 11h às 23h. Prato do Bendita Espeteria Rodrigo de Paula CASAL RAIZ (Costelinha de porco ao molho barbecue acompanhada de batatas sauté com ervas, alho desidratado e pimenta calabresa). O Butiquim do Loy fica na Rua Crisântemo, 712, Sagrada Família. O horário de funcionamento é de segunda a sexta das 8h30 às 14h / 16h30 às 23h e sábado das 10h às 17h. Prato do Butiquim do Loy Rodrigo de Paula À MODA DA CASA (Filé de Tilápia com batata bolinha). A Cantina da Paty fica na Rua Espírito Santo, 246, Esplanada. O horário de funcionamento é de segunda a quinta das 11h às 14h / 19h às 22h e de sexta e domingo, das 11h às 14h / 19h às 23h. Prato da Cantina da Paty Rodrigo de Paula CABOCLO D’ÁGUA (Isca de carne serenada no tempurá de farinha de mandioca com molho chutney estilo carrancas. Acompanha chips de batata doce e cará). O Carrancas Mercado fica no Mercado Central de Montes Claros, na Rua Marechal Deodoro, 1460, Centro. O horário de funcionamento é de segunda a sexta das 9h às 16h, sábado de 8h às 18h e domingo de 8h às 12h. Prato do Carrancas Mercado Rodrigo de Paula INHAC DA MAMÃE (Bolinhos de inhame a base de linguiça calabresa, torresmo e queijo parmesão. Acompanha geléia caseira de tangerina com gengibre). A Casa da Mãe Joana fica naTravessa Geovane Soares da Cruz, 594, Bairro de Lourdes. O horário de funcionamento é de segunda, quarta, quinta e sexta das 18h às 23h, no sábado de 11h às 18h e no domingo das 11h às 18h. Prato da Casa da Mãe Joana Rodrigo de Paula FRANGO IMPERIAL (Frango ao molho soyu e gengibre. Acompanha purê de inhame). O Dedo de Prosa fica na Rua Floriano Peixoto, 63, Centro. O horário de funcionamento é de segunda a sexta das 11h30 às 23h e sábado de 11h30min às 22h. Prato do Dedo de Prosa Rodrigo de Paula BOLINHO CREMOSO DE CARNE SECA (Bolinho de inhame recheado com carne seca). O Kentura Kent II fica na Rua Santa Maria, 662, Todos os Santos. O horário de funcionamento é de de segunda a sexta das 11h às 13h / 18h às 23h e aos sábados e domingos das 11h às 23h Prato do Kentura Kent II Rodrigo de Paula ORIKURI A TRÊS CAMINHOS (Cortes de fraldinha cozida na cerveja preta. Acompanha purê de inhame e mandioca). O Orikuri fica na Rua Doutor Mario Veloso, 93, Melo. O horário de funcionamento é de segunda a sexta das 18h às 23h e aos sábado das 11h às 23h. Prato do Orikuri Rodrigo de Paula COSTELINHA QUE DINDINHA FAZIA (Costelinha suína desfiada com creme de batata doce e queijo minas). O Quintal Avenida fica na Avenida Deputado Esteves Rodrigues, 418, Centro. O horário de funcionamento é de terça a domingo das 20h às 1h. Prato do Quintal Avenida Rodrigo de Paula RAPUNZEL NO SERTÃO DAS RAÍZES "ENCANTADAS" (Filézinho suíno trançado com bacon na cama de creme de raízes com baru, colli de fruta e pirão de raízes. Acompanha dose de cachaça). O Thom Bar fica na Rua Humaitá, 50, Morrinhos. O horário de funcionamento é de terça a sexta das 18h às 23h e sábado das 10h às 18h. Prato do Thom Bar Rodrigo de Paula BENZADEUS (Bolas rústicas de carne bovina recheadas com cream cheese. Acompanha purê de mandioca). O Tid’s Espetinho fica na Avenida Santos Dumont. 136, Centro. O horário de funcionamento é de segunda a sábado das 18h às 23h. Prato do Tid’s Espetinho Rodrigo de Paula UAI! ENTÃO FAI PRA NÓS! (Carne de boi em cubos cozida com calabresinha. Acompanha creme de cebola). O Uai Fai Bar fica na Avenida Nossa Senhora de Fátima, 1232, Maracanã. O horário de funcionamento é de segunda a sábado das 18h às 23h. Prato do Uai Fai Bar Rodrigo de Paula MAIS UM (Mix de petiscos empanados: bolinho de bacalhau, filé de tilápia, cebola e jiló empanados com batata frita, purê de cenoura baroa e molho de alho cremoso e picante). O Universo do Beiju fica na Avenida Doutor João Luiz Almeida, 499, Vila Guilhermina. Funciona todos os dias das 18h às 23h. Prato do Universo do Beiju Rodrigo de Paula Vídeos do Norte, Centro e Noroeste de MG Veja mais notícias da região em G1 Grande Minas.

Resultado vem em um cenário de retorno das compras em lojas físicas, depois do aumento das aquisições online durante a pandemia. Previsões de vendas da Amazon para 3º tri decepcionam e ações caem Pascal Rossignol/Reuters A previsão da Amazon desta quinta-feira (29) para vendas do terceiro trimestre ficou abaixo das expectativas de Wall Street, com os consumidores voltando às lojas físicas depois de comprar mais online no ano passado devido à pandemia. As ações da Amazon caíam 5% no after market. A empresa espera que as vendas do trimestre atual fiquem entre 106 bilhões e 112 bilhões de dólares, crescendo entre 10% e 16%. Analistas esperavam 118,9 bilhões, segundo dados do IBES da Refinitiv. O rápido lançamento da vacina e a flexibilização das restrições levaram os consumidores a se aventurarem nas lojas, ao mesmo tempo em que adaptam novas formas de compra em competição com serviços de entrega rápida para pedidos online fornecidos pela Amazon e seus pares. A empresa também relatou um raro desempenho aquém das expectativas para as vendas trimestrais, em meio à concorrência de varejistas como Walmart e Target, que ampliaram seus negócios online. As vendas líquidas da Amazon aumentaram para 113,08 bilhões de dólares no trimestre encerrado em junho, ante 88,91 bilhões um ano antes. Os analistas esperavam em média 115,20 bilhões de dólares, de acordo o IBES da Refinitiv.
Em nota, presidente afirmou que o STF delegou poderes para que estados e municípios fechassem o comércio, decretassem lockdown, entre outras ações. Mas, desta vez, Bolsonaro não acusou o Supremo de ter proibido o governo federal de agir. Bolsonaro volta a criticar medidas adotadas por prefeitos e governadores no combate à pandemia O presidente Jair Bolsonaro usou uma rede social para defender a atuação do governo federal na pandemia. Na quarta-feira (28), o STF publicou um vídeo em reação à insistência do presidente de repetir uma inverdade: a de que o STF teria tirado o poder do governo federal e decidido que apenas prefeitos e governadores poderiam tomar medidas de proteção contra a pandemia. O vídeo do Supremo esclareceu que a Corte decidiu que União, estados e prefeituras tinham que atuar juntos com medidas para proteger a população. E que uma mentira contada mil vezes não vira uma verdade. Na nota desta quinta-feira (29), Bolsonaro afirmou que o STF delegou poderes para que estados e municípios fechassem o comércio, decretassem lockdown, entre outras ações. Mas, desta vez, Bolsonaro não acusou o STF de ter proibido o governo federal de agir. Disse que o STF entendeu que a União não pode anular unilateralmente as medidas adotadas pelos gestores locais. O presidente voltou a faltar com a verdade ao afirmar que o governo federal recorreu, por duas vezes, contra decretos de governadores e que as ações não foram analisadas. As duas ações foram analisadas. Uma pelo então ministro Marco Aurélio e outra pelo ministro Luís Roberto Barroso. E as duas foram rejeitadas por questões processuais. O presidente voltou a criticar as medidas adotadas por prefeitos e governadores e afirmou que, desde o começo da crise, o governo tem agindo, mandando recursos e materiais para estados e municípios. 

Em Lauro de Freitas e Camaçari haverá vacinação para primeira e segunda dose. Em Juazeiro, apenas para segunda dose; veja detalhes Aplicação de primeira dose continua a ser aplicada em gestantes e puérperas em Camaçari Divulgação Municípios no interior da Bahia continuam a vacinação contra a Covid-19 nesta sexta-feira (30). Confira detalhes sobre os esquemas de vacinação em Lauro de Freitas e Camaçari, na região metropolitana, e Juazeiro, no norte do estado. Lauro de Freitas Primeira dose Nesta sexta, Lauro de Freitas dará sequência a vacinação das grávidas e puérperas (mulheres que deram à luz até 45 dias) que realizaram o cadastro através do site oficial da Prefeitura. A aplicação das doses terá início às 8h e seguirá até 12h, no drive da Unime, localizado na Avenida Luiz Tarquínio, no Centro da cidade. Para receber a dose, é necessário apresentar documento de identificação com foto, CPF ou cartão SUS. Segunda dose A segunda dose da vacina Oxford/AstraZeneca para pessoas com o aprazamento marcado para até dia 04 de agosto foi antecipada e também será aplicada nesta sexta-feira, nos drives do Terminal Rodoviário de Portão, Quadra do Colégio Municipal 2 de Julho na Itinga, Ginásio de Esportes do Aracuí e Escola Municipal Esfinge em Areia Branca. A aplicação dos imunizantes acontece das 8h às 16h. Para receber a segunda dose, que completa o esquema vacinal, é necessário apresentar documento de identificação com foto e cartão de vacinação com a data registrada da primeira dose. Camaçari Primeira dose Nesta sexta-feira (30) a aplicação da primeira dose (D1) contra a Covid-19 volta a ser aplicada na população em geral de 36 anos acima. A D1 também continua a ser aplicada em gestantes e puérperas (com até 45 dias após o parto), de 18 anos acima. Segunda dose A aplicação da segunda dose (D2) está mantida tanto com a CoronaVac quanto AstraZeneca. As pessoas aprazadas para tomarem a segunda dose no sábado (31/7) devem antecipar a sua vacinação para esta sexta-feira. População em geral com 36 anos acima e deve apresentar no momento da imunização documento de identificação com foto, cartão SUS municipal ou comprovante de residência. Já as gestantes e puérperas, além do documento de identificação com foto, precisa entregar o relatório ou prescrição médica, CPF ou cartão do SUS, comprovante de residência, cartão da gestante ou certidão de nascimento da criança Juazeiro Segunda dose A Prefeitura de Juazeiro, através da Secretaria de Saúde (Sesau), segue com a aplicação da segunda dose da vacina contra a Covid-19 nesta sexta-feira (30). A segunda dose é para as pessoas de qualquer público que já receberam a dose 1 e estão no prazo para concluir o esquema vacinal. O município aguarda a chegada de nova remessa de imunizantes para avançar na vacinação do público de primeira dose. A vacinação será nos pontos fixos: Creche Mariá Tanuri (bairro Santo Antônio), Univasf, Juá Garden Shopping e Escola Iracema Pereira Paixão (bairro São Geraldo). O horário é das 7h30 às 11h30 e das 13h30 às 16h. É preciso levar RG, CPF, Cartão SUS, comprovante de residência e cartão de vacina. Veja mais notícias do estado no G1 Bahia. Assista aos vídeos do G1 e TV Bahia 💻 Ouça 'Eu Te Explico' 🎙
A prefeitura prometeu oferecer abrigos para as pessoas fugirem do frio, mas doações de agasalhos e cobertores também são esperadas para diminuir o sofrimento de quem vive nas ruas. Previsão de madrugada gelada com temperatura de até 8 graus no Rio preocupa pessoas em situação de rua A noite desta quinta-feira (29) e a madrugada da sexta-feira (30) podem ser uma das mais geladas do Rio. A previsão é de que os termômetros marquem até 8 graus na cidade. Para quem vive em situação de rua, a condição climática deixa tudo ainda mais difícil e doações de agasalhos e cobertores são esperadas para diminuir esse sofrimento. A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, montou um plano emergencial para proteger a população vulnerável durante a onda de frio intenso. Frio intenso chega ao Brasil na quarta Duas unidades da rede – o Centro POP Bárbara Calazans e o CREA (Centro de Referência Especializado de Assistência Social) Maria Lina de Castro Lima - funcionarão excepcionalmente 24 horas por dia para atendimento social e encaminhamento da população em situação de rua aos abrigos da Prefeitura. Nas unidades, a prefeitura informou que as pessoas terão acesso à alimentação, água e peças de combate ao frio, como roupas e cobertores. Também foi reaberta a Campanha do Agasalho, que no dia anterior distribuiu 1 tonelada de itens de inverno nos abrigos da Prefeitura. As caixas itinerantes que estavam nas estações do BRT estão sendo colocadas nos dois prédios da Prefeitura do Rio, na Cidade Nova, para que os funcionários municipais também possam doar. Campanhas de agasalho Para quem quer doar, o G1 fez um levantamento com algumas campanhas organizadas por ongs, empresas e órgãos do poder público com o objetivo de levar mais conforto para todos. Voz das Comunidades Durante todo o mês de julho, a ong Voz das Comunidades, que atua em várias favelas do Rio de Janeiro, segue recebendo doações de casacos, calças de moletom, meias, cobertas e roupas de frio em geral. A campanha do agasalho da ong tem como objetivo ajudar pessoas em situação de rua. As doações podem ser feitas no Parque Shanghai, na Penha, Zona Norte da cidade do Rio, das 17h às 21h, de quinta a domingo. Cruz Vermelha Até o próximo dia 2 de setembro, a Cruz Vermelha Brasileira também estará recebendo doações. Eles esperam ajudar aproximadamente quatro mil famílias do Rio, além de refugiados, moradores de rua, asilos, centros de recuperação e creches. Todos que puderem ajudar, podem entregar suas doações na sede da instituição, na Praça da Cruz Vermelha, 10/12, no Centro do Rio. Shopping Metropolitano Barra Até o próximo dia 8 de agosto, o Shopping Metropolitano Barra, na Zona Oeste do Rio, irá arrecadar casacos, roupas, calçados e brinquedos para serem entregues à Associação Semente da Vida da Cidade de Deus. Quem quiser contribuir poderá deixar as doações no Espaço Cliente, no Piso L2, próximo à Riachuelo. O shopping fica na Av. Embaixador Abelardo Bueno, 1300, Barra da Tijuca. Arquidiocese de Niterói A Pastoral do Povo de Rua, da Arquidiocese de Niterói, na Região Metropolitana do Rio, estará, até o próximo dia 31 de agosto, arrecadando agasalhos, cobertores, calças, meias e gorros. As doações poderão ser entregues nos seguintes locais: Vicariato Alcântara – Paróquia Nossa Sra. Auxiliadora, Laranjal Vicariato São Gonçalo – Paróquia Nossa Sra. do Amarante, Centro, São Gonçalo Vicariato Rural – Paróquia São Pedro Apóstolo, Venda das Pedras, Itaboraí Vicariato Oceânico – Capela Nossa Sra. da Conceição, Arsenal Vicariato Niterói – Unilasalle, Santa Rosa Nova Iguaçu No município de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, a campanha Ocupa Solidariedade pretende arrecadar agasalhos e alimentos não perecíveis. As doações podem ser feitas no Projeto Social Solano Trindade, na Rua Nove, 128, Vila Operária. O local fica próximo à Fábrica das Tintas Águias, na Estrada do Iguaçu. Serviço •Centro Pop Bárbara Calazans – Rua República do Líbano, 54, Centro. •CREAS Maria Lina de Castro Lima – Rua São Salvador, 56, 2º andar, Laranjeiras. Os centros ficarão abertos 24 horas até pelo menos o próximo sábado, 31/07, para atendimento e a recepção de acolhimento à população vulnerável.
Ginasta foi medalhista de prata na final do individual geral nos Jogos de Tóquio. Ao seu lado no pódio, a americana Sunisa Lee, ouro, e a russa Angelina Melnikova, bronze. Rebeca Andrade conquista a primeira medalha feminina do Brasil na ginástica artística em Olimpíadas A paulista Rebeca Andrade conquistou nesta quinta-feira (29) a medalha de prata na final individual geral da ginástica artística. Foi a primeira medalha olímpica de uma atleta brasileira nesse esporte. Quatro aparelhos de ginástica, milhões de aparelhos de televisão ligados. Nos bastidores, haja coração. É que a cada voo, a cada aterrissagem, enquanto as mãos pareciam levar uma eternidade para encontram a barra, ou os pés para encontrar a trave, o nosso coração ficava preso na garganta. Todo mundo nervoso, e ela, tranquila, nos ensinando sobre esporte e sobre a vida. "Não se brinca com a cabeça. Eu trabalho muito com a minha psicóloga por causa disso. Hoje, eu sou uma atleta diferente justamente pela cabeça que eu tenho", explicou. Os joelhos que suportam os impactos já sofreram com três cirurgias, e os ombros souberam suportar o peso de um favoritismo que acabou sendo atribuído a ela pela ausência da supercampeã Simone Biles. E Rebeca respondeu com leveza. Liderou no salto e nas paralelas. Caiu para terceiro lugar na trave. Um pedido de revisão aumentou a nota em 0,1 - que seria precioso na contagem final. Mesmo com dois erros no solo, que geraram penalizações, Rebeca voltou a fazer uma apresentação muito segura e, com a soma final, ficou atrás apenas de Sunisa Lee. Mesmo sem Simone Biles, os Estados Unidos levaram o ouro no individual geral pela quinta vez seguida em Olimpíadas. A russa Angelina Melnikova foi bronze e Rebeca conquistou a prata. "Eu acho que mesmo se eu não tivesse ganhado a medalha, eu teria feito história, justamente pela minha história, pelo meu processo para chegar até aqui", afirmou. A história de uma menina de Guarulhos, criada pela mãe, Dona Rosa, que sustentava sozinha os oito filhos. Que cresceu cercada de referências. Em 2009, com apenas 9 anos, teve a oportunidade de conhecer de perto Daiane dos Santos e Laís Souza e, logo depois desse encontro, mudou de cidade para buscar o sonho de ser ginasta. Hoje, é treinada por Francisco Porath, no Flamengo. "Ela se tornou uma pessoa boa. Ela é uma atleta incrível e passou por todas essas dificuldades e, hoje, ela é quem ensina muita gente, ela é quem me ensina muitas vezes a não desistir", afirmou o treinador. Essa medalha não tem um nome. Ela tem muitos nomes. É a primeira medalha da história da ginástica artística feminina do Brasil. É daquelas que vieram antes da Rebeca e daquelas que virão depois também. “A primeira medalha mundial de ouro do Brasil foi negra. E, agora, a gente tem a primeira medalha olímpica da ginástica artística e é uma negra. Durante muito tempo disseram que as pessoas negras não poderiam fazer certos esportes. E aí a gente vê hoje, a primeira medalha de uma menina negra. Tem uma representatividade muito grande atrás de tudo isso. É uma mulher, uma menina que veio de uma origem muito humilde, foi criada por uma mãe solo, Dona Rosa – porque o pai da Rebeca é vivo, mas não é presente na vida dela -, aguentou tudo o que ela aguentou, todas as lesões e está aí hoje para ser a segunda melhor atleta do mundo. Uma brasileira”, disse, emocionada, a comentarista Diane dos Santos. Rebecas, Daianes, Danieles, Jades, Flavias, Laíses, Luísas, Sorayas, Georgettes e tantas meninas e mulheres de fibra representadas por essa menina-mulher que recebeu os parabéns de Nadia Comaneci, a eterna ginasta nota dez. Mas, assim que deixou o pódio, ela queria mesmo era ouvir a voz da Dona Rosa. "Eu fui tentar ligar para ela e ela não me atendeu, mas ela me mandou um áudio dando parabéns, falando que me amava muito, toda a minha família. Gente, todo mundo acordado lá no Brasil, me mandando um monte de mensagem. Muito obrigada, galera", vibrou Rebeca. “Não tem palavras para descrever o orgulho que estou sentindo da minha filha Rebeca Andrade. Ver que valeu a pena tanto sofrimento lá trás, tanto esforço. Para hoje ela chegar nas Olimpíadas e ainda conquistar uma medalha. Estou muito feliz e muito orgulhosa mesmo, de verdade. Filha, te amo muito”, comemorou Rosa Rodrigues, mãe da Rebeca. Rebeca ainda pode ir além. Tem mais duas finais pela frente: no salto e no solo. Alô, Dona Rosa, fica com o celular na mão que ela ainda pode te ligar para contar que ganhou mais medalhas!
A frente de um dos veículos de carga ficou destruída e o motorista morreu no local. Uma pessoa morreu em um acidente ocorrido noite de quarta-feira (28), na BR-316, no trecho que corta o município de Santa Isabel, nordeste do estado. Duas carretas colidiram no quilômetro 32 da rodovia. A frente de um dos veículos de carga ficou destruída e o motorista morreu no local. A pista chegou a ser interditada, já que parte de carga de milho ficou espalhada na pista. Duas faixas foram liberadas, mas na manhã desta quinta-feira (29), o trânsito ainda era lento no trecho As causas do acidente estão sendo investigadas pela Polícia Rodoviária Federal.
Cena foi filmada por bombeiros na noite de quarta-feira (28); proprietários não estavam no local. Moradores da região temem que outras residências tenham o mesmo destino em Mar del Tuyu, na província de Buenos Aires. VÍDEO: Ressaca derruba casa na Argentina Uma casa desmoronou e caiu no mar no Mar del Tuyu, na província de Buenos Aires, na Argentina, na quarta-feira (28). A cena foi registrada por bombeiros (assista acima) e mostra fortes ondas batendo contra a propriedade enquanto parte dela começa a ruir, até que ela finalmente despenca. Os donos já estariam cientes do risco e haviam desocupado o local. Vizinhos afirmaram que tentaram entrar em contato com eles para saber se ainda haveria algo para tentar salvar de dentro da construção, mas não conseguiram, segundo o jornal “Clarín”. Ainda de acordo com o jornal argentino, moradores da região temem que outras residências nas proximidades tenham o mesmo fim, com ondas cada vez mais fortes que tem atingido as praias a cada ressaca.

Economista do Observatório PUC-Campinas diz que dados são positivos e refletem movimentação da retomada econômica com flexibilização da quarentena, mas pede cautela. Movimentação em rua popular de comércio na cidade de Campinas em junho de 2021 KAREN FONTES/ISHOOT/ESTADÃO CONTEÚDO Com destaque para os resultados dos setores de serviço e comércio, Campinas (SP) fechou o mês de junho com saldo positivo de 3.315 vagas de trabalho formal, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado pelo governo federal nesta quinta-feira (29). É o sexto mês seguido com números positivos na geração de empregos mas, na avaliação da economista do Observatório PUC-Campinas, Eliane Navarro Rosandiski, apesar dos dados refletirem uma recuperação que vem acontecendo diante de medidas de flexibilização da quarentena da Covid-19, os resultados precisam ser analisados com cautela. Segundo a especialista, a mudança na base de dados do governo, a partir do Novo Caged, amplia o "leque de cobertura" do sistema, e não necessariamente reflete criação de vagas ou mesmo que todos os dados sejam referentes dos chamados empregos com carteira assinada. Com a migração do antigo Caged para o eSocial, qualquer pessoa que declare e faça o recolhimento da Previdência entra na conta (como um microempreendedor, por exemplo), além de contratos temporários, o que era opcional na antiga base de dados. "Embora seja um movimento positivo de retomada, existe uma dificuldade de comparar com os anos anteriores. Tanto que o próprio IBGE mostra que o índice de desempregados permanece estacionado", pontua. Eliane diz que não vê a mudança na metodologia como ruim, mas reforça apenas que não serve para comparação com a base de dados antiga. "A mudança de proposta é importante, necessária e vai capturar de maneira adequada o conjunto de atividades que a gente chama de formal. Só que seria importante entender todas as matizes e os detalhes desses contratos", explica. Perfil das vagas Os dados do Caged de junho mostram que o grande volume de trabalhadores que entraram no sistema têm entre 18 e 24 anos, e a maioria das 3.315 vagas são de pessoas com ensino médio, o que pode indicar um perfil de contratações com menores salários, explica a economista. No setor de serviços, mantêm-se aquecida a contratação de profissionais da área de tecnologia da informação (499), essa sim com perfil de trabalhadores com idade entre 30 e 39 anos, com ensino superior e faixa salarial maior. No comércio, do saldo de 649 vagas abertas no mês, 485 foram exclusivamente no comércio varejista. Já no setor de serviços, contratações para atuação em edifícios e condomínios (414), prestação de serviços à empresas (369) e trabalhadores na área de alimentação (351) tiveram bons resultados no mês. "Havia uma demanda represada, que começa a contratar com o avanço da flexibilização, as atividades funcionamento até mais tarde e com maior capacidade de público", completa Eliane. A professora e economista Eliane Navarro Rosandiski em foto de 2019 Vaner Santos/EPTV VÍDEOS: Tudo sobre Campinas e região Veja mais notícias da região no G1 Campinas.
Na residência que era do suspeito, foram encontrados uma balança de precisão, uma faca, uma tesoura e um rolo pequeno de papel filme, materiais usados para a embalagem das drogas. Trinta e três porções de maconha foram apreendidas com um homem no Conjunto CDP, em Belém. O suspeito do crime foi preso por policiais militares que atuam no motopatrulhamento do Batalhão Águia (28º BPM). As informações são desta quinta-feira (29). Durante rondas pelo conjunto, os militares abordaram um homem que estava em atitude suspeita, em frente a uma residência na Passagem Marajoara. Após a revista pessoal, eles encontraram drogas, duas joias e uma quantia em dinheiro que estavam com o suspeito. Na residência que era do suspeito, foram encontrados uma balança de precisão, uma faca, uma tesoura e um rolo pequeno de papel filme, materiais usados para a embalagem das drogas. O criminoso foi apresentado junto com o material entorpecente na Delegacia de Polícia Civil da Sacramenta.